domingo, 31 de janeiro de 2010

CAOS NA PM: CURSO "POST MORTEM"

Enquanto o secretário João Eloy conseguiu implementar um outro ritmo na SSP, na PM ele não comanda. Aliás, não dá nem um “pito” nem mesmo na parte financeira. O caos é tão grande que o setor de pessoal da PM, conhecido como PM-1, relacionou até policiais mortos para realizarem cursos previstos para o ano de 2010. Até hoje apenas conhecia a promoção "post mortem" como reconhecimento aqueles PMs tombados em cumprimento do dever, mas cursos “post mortem” (na relação para fazer curso de sargento foi publicado no meio dos nomes dos PM´s um que já morreu), nunca se viu. mas com a modernidade da internet nos dias atuais, quem sabe a PM de Sergipe não tem um link com o céu.

130 licenças especiais

Recentemente este jornalista escreveu sobre o caos na PM, em razão da insatisfação de seus membros com a atual gestão, pois bem no boletim de ontem (28) da PM, mais 130 PM`s pediram para gozar a licença especial durante 3 meses. Isso representa um impacto considerável no policiamento ostensivo no estado. Nunca antes na historia da PM tantos policiais militares pediam licença especial ao mesmo tempo, muitos deixavam pra gozar quando estavam indo pra reserva. Tudo isso é reflexo da falta de política de pessoal na corporação.

Ainda o caos na PM

É publica e notória a falta de promoções na PM, pela não existência de vagas, todavia estas vagas existem de fato, pois ao longo dos anos se foram criando unidades na corporação, mas sem a devida previsão legal, como o ocorrido no boletim nº 16 de 28 de janeiro, que cria uma unidade no interior do estado, GATI, grupo de ações táticas do interior. Como não há previsão legal, não há como promover os policiais militares a postos e graduações superiores lotados em algumas unidades da PM. A exemplo da corregedoria, ouvidoria, batalhão de choque, dentre outras , que existem de fato, mas não de direito, policiais lotados nas mesmas não pertencem aos quadros das respectivas unidades, o que impede a ascensão funcional.

CIOSP: aguardem na segunda, 01

O artigo sobre o CIOSP da sexta-feira foi grande, inclusive com informações prestadas nas emissoras de rádio sobre as nomeações políticas para o local. Tem até sobrinha de coronel da PM. Na segunda-feira, 01, o blog publica mais informações sobre o CIOSP. Na verdade, parece que o governador não foi informado de todas as mudanças que fizeram no local. Um dos poucos que estavam dando certo na administração de Kércio Pinto.

Fonte: blog do jornalista Cláudio Nunes

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

DESCASO PARA COM O SER HUMANO.

CASO DO CIOSP REPERCUTE NO BOM DIA BRASIL DA REDE GLOBO, INCLUSIVE COM ENTREVISTA DE GESTOR DA ABSMSE.

Homem pede socorro ao 190 de Aracaju e não é atendido

O cidadão foi morto. Do outro lado da linha, estava uma operadora de telemarketing que não percebeu a gravidade da situação.



Um chamado aflito.

Vítima - Bom dia, aqui tem dois motoqueiros parados só de olho. Tem mais de cinco minutos.

Atendente - Eles estão fazendo algo suspeito?

Vítima - Para mim estão fazendo algo suspeito. Se é motoqueiro, é suspeito ficar parado há muito tempo. Eles não são moradores da rua. Estão parados há muito tempo e não tiram os capacetes da cabeça. Não tiram o capacete.

A ligação partiu de um depósito de bebidas, no Centro de Aracaju. O dono tentou durante cinco minutos convencer a atendente da ameaça que estava por perto, mas sem sucesso.

Atendente - A placa da moto?

Vítima - Eu não vejo. Não posso ir até lá ver. Só sei que ele está parado olhando.

Atendente - O senhor visualizou a característica dos indivíduos?

Vítima – Não. Não conheço. Estão com capacete na cabeça, como é que vou saber?

Atendente - Eu peço que o senhor tenha as características do indivíduo para me passar.

Vítima - Está certo. Está bom. Tchau.

Sem o retorno do chamado da polícia, ele continuou no local e no final da manhã, com tempo de sobra, os bandidos colocaram em prática o que planejavam. O comerciante Eraldo de Jesus Santos foi assassinado com um tiro na cabeça quando saía do depósito.

"Essa morte assim dói demais, é difícil esquecer”, comenta a viúva Marizete da Silva Santos.

"A polícia só passou depois que o mataram, depois de mais de uma hora”, reclama o irmão da vítima Messias de Jesus Santos.

A ligação foi atendida no centro de operações em segurança pública, por uma funcionária de uma empresa de telemarketing. O serviço de atendimento de emergência foi terceirizado há menos de um ano.

Dezesseis atendentes se dividem em três turnos. As ocorrências são repassadas para a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e IML de Sergipe, mas o socorro só é enviado quando esses funcionários acham necessário.

Quem já recorreu ao 190 diz que as falhas no atendimento são constantes.

“Tem que rever esse contrato e voltar para os policiais, para que policiais preparados, que iram atender e mandar as viaturas, acabar com essa burocracia, para que não aconteça mais. Agora quem vai reparar a vida desse cidadão?”, questiona o sargento Jorge Vieira, da Associação de Militares de Sergipe.

Nossa reportagem tentou ouvir algum representante da secretaria de segurança pública de Sergipe, mas não teve resposta.

Fonte: G1

CIOSP: DENÚNCIA DE FALHA NO TREINAMENTO.

Após a falha que levou a morte do comerciante Eraldo, SSP estuda mudanças no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública

Na manhã desta sexta-feira, 29, um funcionário da empresa terceirizado que presta serviço de telemarketing ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) denunciou que a atendente que teria ignorado o pedido de socorro do comerciante Eraldo de Jesus, morto na última segunda-feira,25, não recebeu o treinamento devido para atuar na função.

De acordo com o funcionário que preferiu não se identificar, a colega de trabalho passou por um treinamento de apenas três dias e começou a atuar na função através de indicação política.

Com medo o funcionário disse ainda que no Ciosp existe um cadastro de 40 pessoas que receberam o treinamento de dois meses e que após a morte do comerciante, algumas pessoas tem ligado ameaçando aos atendentes.

SSP

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria da Segurança Pública (SSP) a responsabilidade da contratação da atendente é da empresa terceirizada e por isso desconhece o critério político na contratação. “O primeiro grupo que começou a atuar no Ciosp, teve uma capacitação demorada de dois meses, onde receberam treinamento de emergência e de como detectar situações de perigo. Todo o treinamento é acompanhado por policiais que coordenam os terceirizados”, afirma Lucas Rosário, assessor da SSP.

Mudanças

Sem confirmar a retirada dos terceirizados do atendimento, a assessoria esclarece que estuda a possibilidade de mudanças no Ciosp. “Por enquanto não há mudanças com relação a retirada dos 80 atendentes para colocar 80 policiais militares, até porque existe um contrato com a empresa que presta o serviço”, completa o assessor.

Vítima

Familiares do comerciante afirmam que vão entrar na Justiça contra o Estado. De acordo com um irmão da vítima, o assassinato de Eraldo foi um erro cometido pela SSP.

O crime

O comerciante Eraldo de Jesus Santos, de 42 anos, foi vítima de latrocínio quando saía do seu estabelecimento, localizado no Centro da capital, quando foi surpreendido por três homens em um moto. O irmão da vítima disse que os homens pediram um refrigerante no depósito e ficaram esperando Eraldo sair. Quando estava atravessando a rua para levar uma quantia entre R$ 60 e 70 mil reais para a sua casa, localizada em frente ao estabelecimento, os bandidos atiraram e Eraldo morreu na hora.

Fonte: Infonet

REPRESENTANTES DA ABSMSE VIAJARÃO PARA BRASÍLIA, JUNTAMENTE COM REPRESENTANTES DE OUTRAS ASSOCIAÇÕES DO PAÍS, PARA AGILIZAR A VOTAÇÃO DA PEC 300.

De 01 a 03 de fevereiro, os representantes da ABSMSE estarão em Brasília juntamente com representantes de outras associações do país, com o objetivo de agilizar a votação da PEC 300, onde farão uma verdadeira peregrinação no Congrasso Nacional em busca do apoio dos Senadores e Deputados Federais para que seja votada em breve a matéria que propõe equiparar os vencimentos dos policiais e bombeiros militares, aos do Distrito Federal.

O deslocamento já foi autorizado pelo Comando da PM/SE através do B.G.O. de nº 17:

DESLOCAMENTO DE POLICIAL MILITAR – AUTORIZAÇÃO – Autorizo o deslocamento dos policiais militares abaixo relacionados, para a cidade de Brasília, no período de 01 a 03/02/2010, sem ônus para a PMSE:
NOME
CPF
1º Sgt 3346 Edgard Menezes Silva Filho
359.177.505-30
2º Sgt 4564 Jorge Vieira da Cruz
533.095.535-15
Cb 3499 Silvério Palmeira
336.175.895-53
Em consequência, os interessados tomem conhecimento.

ASSESSORIA JURÍDICA DA ABSMSE CONTINUA ATUANTE, TENDO SOLTADO MAIS UM ASSOCIADO NO DIA DE HOJE.

A asssessoria jurídica da ABSMSE continua trabalhando de forma atuante, tendo na manhã de hoje conseguido a soltura de mais um asssociado, desta feita de Elvânio Dias Melo, através da Drª. Elizabeth Costa, conforme decisão que transcrevemos abaixo:

Processo nº. 200920600295

Ação Penal: Deserção

Réu(s).......: Cb. PM ELVANIO DIAS MELO

TERMO DE AUDIÊNCIA

Ao(s) 29 (vinte e nove) dia(s) do mês de janeiro do ano de dois mil e dez (2010), às 11:00 horas, na sala de audiências da 6ª Vara Criminal, Fórum Gumersindo Bessa, Centro Administrativo Augusto Franco, na cidade e Comarca de Aracaju, Estado de Sergipe, onde presente se achava a Dr. DIÓGENES BARRETO, Juiz de Direito Militar, comigo Técnico Judiciário, que este subscreve, presentes os Membro do Conselho Permanente de Justiça Militar. Apregoada as partes, responderam ao pregão: o acusado e o representante do Ministério Publico Militar Dr. JARBAS ADELINO SANTOS JÚNIOR. Aberta a Audiência, o MM. Juiz de Direito Militar foi qualificado e interrogado o acusado em termo próprio que segue. Que o acusado indicou a Drª ELIZABETH ALVES COSTA DANTAS como sua advogado também. Em seguida foi dada a palavra ao representante do MPM que disse: requer a substituição das testemunhas arroladas na denúncia pelas a seguir indicadas: MJ JOSÉ ANTONIO DOS SANTOS, Comandante da 3ª CIA do 4º BPM, 2º Ten. FABRICIO ALMEIDA SANTOS, Sub Ten BALDUINO NOGUEIRA NETO e CB. PM FRANCISCO PETRONIO VIEIRA SANTOS. Pede deferimento. Pelo MM Juiz de Direito foi deferido. Foi dada novamente a palavra ao representante do MPM que disse; quanto ao pedido de revogação da prisão preventiva, o MPM manifesta-se favorável ao pleito formulado pelo patrono do réu, tendo em vista a ausência dos requisitos que autorizam a custodia cautelar, notadamente por já ter sio realizado o ato que ensejou a decretação da prisão, qual seja, o interrogatório. A liberdade do acusado, ao menos nesse momento, não interfere na apuração dos fatos objeto deste processo. É o parecer. Pelo MM Juiz foi dito: em conformidade com a art. 28, II da 8455/92, a competência para decidir sobre a concessão da liberdade provisoria durante a instrução é do Conselho Permanente da Justiça Militar, assim o MM Juiz passa a proferir seu voto: o Conselho Permanente de Justiça Militar decretou a prisão preventiva em face das razões constantes do termo de audiência de fls. 61 e 62. O acusado formulou pedido de revogação da sua prisão preventiva conforme petições de fls. 66 a 71 e o MPM nesta assentada opinou favoravelmente. A prisão provisoria é medida excepcional que só deve ser decretada e mantida quando ficar demonstrado a sua necessidade para garantir o desenrolar do processo e conseqüentemente a aplicação da lei penal, no caso presente, a penal militar. No caso presente após o interrogatório do acusado e tendo o mesmo demonstrado que não mais faltará as audiências de forma injustificada e manifestou ainda interesse em contribuir para a célere instrução criminal entendo desnecessário neste momento processual a manutenção de sua segregação preventiva. Assim, com fundamento no art. 259 do CPPM voto no sentido da revogação preventiva. Dada a palavra a 2ª Ten. CLAUDIA GOMES DE OLIVEIRA , esta proferiu o seu voto, manifestando-se, após tecer considerações sobre a prião preventiva e falar sobre os requisitos para a manutenção e concessão da mesma, votou pela revogação da prisão preventiva, acompanhando o voto do Juiz Presidente. Dada a palavra a 1º Ten. LEONARDO DIAS DE CARVALHO JÚNIOR, este proferiu o seu voto, manifestando-se, após tecer considerações sobre a prião preventiva e falar sobre os requisitos para a manutenção e concessão da mesma, votou pela revogação da prisão preventiva, acompanhando o voto do Juiz Presidente. Assim, por unanimidade, decide o Conselho Permanente de Justiça Militar, nos termos dos votos supra, em deferir o pedido do acusado, em conseqüência revogar sua prisão preventiva nos termos do art. 259 do CPPM. Expeça-se Alvará de Soltura. Logo após designou audiência de oitiva destas testemunhas para o dia 18 do mês de março do corrente ano às 11:00 horas. Requisite-se e intime-se. Nada mais o MM. Juiz de Direito Militar determinou encerrar o presente termo que depois de lido e achado conforme, vai devidamente assinado por todos. Eu __________, Técnico Judiciário, subscrevi.

DIÓGENES BARRETO
Juiz de Direito

1º Ten. LEONARDO DIAS DE CARVALHO JÚNIOR
CPJM

2º Ten. CLÁUDIA GOMES DE OLIVEIRA
CPJM

JARBAS ADELINO SANTOS JÚNIOR
Promotor de Justiça

ELIZABETH ALVES COSTA DANTAS
Advogada

Cb. PM ELVANIO DIAS MELO
Acusado

REFORMA DA DELEGACIA DE ARAUÁ ESTÁ SENDO FEITA COM OS POLICIAIS DENTRO DO PRÉDIO.

É lamentável o descaso da Secretaria de Segurança Pública com o ser humano policial militar, pois na Delegacia de Arauá os militares estão trabalhando no prédio que está sendo reformado, sendo submetidos a poeira, tinta, pó de cimento, cheiro de tinta e muito mais, o que certamente poderá causar problemas de saúde para os militares que trabalham naquela Delegacia, mas pelas fotos que vemos abaixo, isso não importa para a SSP.








quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

MAIS VIDA E SAÚDE, É O NOVO QUADRO DO BLOG DA ABSMSE. INICIAMOS O MESMO TRAZENDO INFORMAÇÕES ACERCA DO QUE SEJA A DEPRESSÃO

O que é
Todo mundo uma vez ou outra na vida se sente deprimido ou triste. É uma reação natural à perda, aos desafios da vida e à baixa auto-estima. Mas, às vezes, o sentimento de tristeza se torna intenso, dura longos períodos e retira a pessoa da vida normal. A depressão é o mais comum dos transtornos mentais, mas é uma doença tratável. Os tipos de depressão são: clássica, distimia, transtorno bipolar e sazonal.

A Organização Mundial da Saúde calcula que, em vinte anos, a depressão ocupará o segundo lugar no ranking dos males que mais matam.

Reconhecer a depressão é freqüentemente o maior obstáculo para diagnosticar e tratar a depressão. Infelizmente, aproximadamente metade das pessoas que passa pela depressão nunca tem a doença diagnosticada ou tratada. E isso pode ser uma ameaça: mais de 10% das pessoas que têm depressão se suicidam. Aqui estão alguns sinais aos quais você deve ficar atento:

Tristeza
Perda de interesse por coisas que antes você gostava
Falta de energia Dificuldade de concentração
Dificuldade de tomar decisões
Insônia ou sono em excesso
Problemas no estômago ou na digestão
Sentimento de desesperança
Problemas sexuais, como a falta de interesse
Dores
Mudança no apetite, levando ao ganho ou à perda de peso
Pensamentos de morte, suicídio e auto-mutilação
Tentativa de suicídio

Como a depressão é diagnosticada?
O diagnóstico da depressão começa com um exame físico. Há algumas viroses, remédios e doenças que podem causar sintomas parecidos com os da depressão. O médico irá querer saber quando os sintomas começaram, quanto eles estão durando e o quão severos são. Também irá querer saber se você já sentiu algo parecido antes e qual foi o tratamento. O histórico familiar também é importante, assim como o uso de drogas e álcool.

Embora não exista nenhum exame para diagnosticar a depressão, há algumas características que podem levar ao diagnóstico apropriado. Se uma doença física for descartada, seu médico deverá considerar lhe encaminhar para um psicólogo ou para um psiquiatra. Eles vão determinar qual é o melhor tratamento para seu caso: psicoterapia ou remédio ou a combinação de ambos.

A eletroconvulsoterapia também pode ser indicada para casos mais graves ou para pacientes com intolerância aos remédios. É realizada em clínicas, com o uso de anestesia geral. O paciente recebe alguns choques. No passado, por ter sido usado de forma indiscriminada, ele gerou muitas críticas e polêmicas.

Como saber quando preciso de ajuda?
Quando a depressão estiver afetando negativamente sua vida, como ao causar dificuldades nos relacionamentos, nas questões do trabalho ou disputas familiares
Se alguém que você conhece estiver tendo pensamentos suicidas

Psiquiatra
Médico especializado em tratar distúrbios psicológicos. Como os psiquiatras são médicos, eles podem prescrever remédios, como antidepressivos. Alguns também são psicoterapeutas.

Psicólogo
Profissional que se especializa em tratar distúrbios mentais ou emocionais. Em geral, ele usa a psicoterapia para tratar pessoas em depressão.

Eletroconvulsoterapia
Eletroconvulsoterapia é normalmente usada para tratar casos mais graves de depressão. Durante o exame, uma corrente elétrica é aplicada no couro cabeludo. É um dos mais rápidos meios de aliviar os sintomas de pacientes com casos sérios de depressão, doenças mentais ou com tendências suicidas. Mas só é usada quando não há resposta a outros tipos de tratamento.

Antes de se aplicar a eletroconvulsoterapia, o paciente é colocado para dormir com uma anestesia geral, além de um relaxante muscular. Os eletrodes são colocados no couro cabeludo e causam um choque no cérebro. Como os músculos estão relaxados, há apenas um leve movimento nos pés e nas mãos. O paciente acorda minutos depois, não se lembra do tratamento e, em geral, está confuso. Essa confusão mental dura por pouco tempo.

A eletroconvulsoterapia segue sendo um método não muito bem compreendido, apesar de ser usado desde a década de 40. Os riscos desse tratamento e seus efeitos colaterais estão, na maior parte dos casos, relacionados ao uso inadequado dos aparelhos. Mas, antes de passar por uma eletroconvulsoterapia, é preciso fazer uma série de exames para saber se seu corpo suporta esse tratamento.

Caso você opte pela eletroconvulsoterapia, lembre-se que seus efeitos podem ter curta duração. Muitos pacientes sofrem recaídas quando o tratamento cessa. Entre seus efeitos colaterais está a perda de memória de curto prazo. Mas isso costuma passar uma ou duas semanas depois do tratamento.

Remédio antidepressivo
Antidepressivos são medicamentos usados para tratar a depressão. Há uma variedade muito grande de remédios. Todos funcionam para extinguir ou aliviar os sintomas da depressão. Mas ainda há dúvidas sobre a segurança dos remédios no tratamento de crianças e adolescentes. Acredita-se que eles possam aumentar os riscos de suicídio.

Como o médico escolhe o antidepressivo?
O médico vai levar em consideração os seus sintomas, quais outros medicamentos você está tomando, os efeitos colaterais e os custos. Geralmente, começa-se tomando uma baixa dose, que vai sendo aumentada até se perceber a melhora.

Por quanto tempo eu tomarei os remédios?
É comum eles serem tomados de seis meses e um ano para pacientes que estejam tratando a depressão pela primeira vez. Para que o efeito deles apareça, é preciso tomá-los por quatro ou oito semanas. Quando o médico decidir que é hora de parar de tomar o antidepressivos, ele vai fazer isso de forma gradual, para ver se você não pode ter uma recaída. Nunca pare de tomar o remédio sem conversar com o médico antes.

Terapia
A psicoterapia ou simplesmente terapia é a primeira forma de tratamento recomendada para a depressão. Envolve um conjunto de técnicas. Durante as sessões, o paciente conversa com um especialista em tratamento de doenças mentais que vai ajuda-lo a identificar e trabalhar fatores que possam estar causando a depressão. Muitas vezes, esses fatores emocionais se unem a outros como hereditariedade e desbalaceamentos químicos.

Como a terapia ajuda na depressão?
A terapia ajuda a pessoa com depressão:

1. A entender comportamentos, emoções e idéias que possam estar contribuindo para a doença
2. Identificar e entender problemas ou eventos da vida, como uma doença grave, a morte de alguém, a perda de um emprego, uma separação
3. Recuperar o prazer pela vida e o sentimento de controle sobre ela
4. Aprender técnicas para lidar com os problemas

Tipos
Individual: Envolve apenas o paciente e o terapeuta
Grupo: Dois ou mais pacientes podem participar da terapia ao mesmo tempo. Durante a sessão, ele dividem suas experiências e aprendem que outras pessoas sentem as mesmas coisas que eles e podem ter tido as mesmas experiências
Casal: O casal aprende a compreender os problemas e sentimentos do seu parceiro e quais mudanças no comportamento e na comunicação podem ajudar
Familiar: Como a família é um elemento-chave para ajudar quem está com depressão, pode ser útil seus membros compreenderem o que está acontecendo com a pessoa amada e como podem ajudar

Dicas
A terapia funciona melhor quando você comparece aos horários agendados. A eficiência desse método depende da sua participação ativa. Requer tempo, esforço e regularidade. Quando você começar o tratamento, estabeleça algumas metas com o seu terapeuta. Então, gaste algum tempo revendo seu progresso com o terapeuta.

Lembre-se de que a terapia envolve uma reavaliação dos seus pensamentos e comportamentos, identificar o que causa a depressão e trabalhar para modificar isso. Quem faz terapia se recupera mais rapidamente e tem menos recaídas. Pode demorar mais para surtir efeitos do que os antidepressivos, mas há evidências de que dura mais.

Crianças podem realmente sofrer de depressão?
Sim, mas depressão é um quadro diferente daquela tristeza que pode acometer as crianças. Não é porque a criança parece estar triste que ela está depressiva. Mas, se a tristeza se torna persistente ou se outros comportamentos interferem na vida social, na escola e na família, isso pode indicar que ela está depressiva

Quais são os sintomas?
Os sintomas podem variar. Muitas vezes, a depressão infantil não é diagnosticada porque passa por algo comum às variações emocionais e psicológicas da fase de crescimento. Os primeiros sintomas da depressão são: tristeza, falta de esperança e alterações no humor. Outras características são:
Irritabilidade ou braveza
Tristeza constante
Introversão
Sentimento de rejeição
Mudança no apetite
Alteração no sono
Acessos de gritos ou choros
Dificuldade de concentração
Fadiga
Reclamações de dores físicas que não saram com tratamento, como dor de estômago ou de cabeça
Redução da atividade com amigos, em casa, na escola
Sentimento de culpa
Pensamentos de morte ou de suicídio

O que causa depressão em crianças?
Assim como nos adultos, a depressão em crianças pode ser causada por qualquer combinação de fatores relacionados à saúde física, acontecimentos da vida, histórico familiar, ambiente, vulnerabilidade genética e distúrbios bioquímicos. A depressão não é um estado de humor passageiro que vai embora sem tratamento.

Como é feito o diagnóstico?
Se os sintomas de depressão na criança duram pelo menos duas semanas, você deve agendar uma visita ao médico para saber se não há motivos físicos para os sintomas. Uma consulta com um terapeuta também é recomendável.

Quais são as opções de tratamento?
As opções de tratamento para as crianças com depressão são semelhantes às usadas em adultos, incluindo terapia e medicação. O papel que a família e o ambiente desempenham no tratamento é diferente daquele relacionado aos adultos. Primeiro, o médico da criança pode recomendar a terapia. Depois, se não houver melhora, ele pode considerar o uso de um antidepressivo.

Depressão em adolescentes
É normal o adolescente se sentir triste de vez em quando. Mas, quando a tristeza dura mais do que duas semanas e o jovem apresenta outros sintomas de depressão, ela ou ele pode estar depressivo. Existem muitas razões para o adolescente se tornar infeliz. Ambientes estressantes podem levar à depressão. O jovem pode ter sentimentos de inadequação ou inutilidade em relação ao desempenho escolar, à orientação sexual, à interação sexual ou à vida em família. Se as coisas que o adolescente curte, entretanto, não são capazes de animá-lo, há boas chances de ele estar deprimido. A depressão também tende a ser mais comum em jovens com histórico da doença na família. Se você acha que um adolescente está deprimido, leve-o ao médico.

Quais são os sintomas?
Frequentemente, os adolescentes deprimidos vão apresentar uma mudança no pensamento e no comportamento, perder a motivação e se retrair. São os principais sintomas da depressão em adolescentes:

Tristeza, ansiedade ou sentimento de desesperança
Perda de apetite ou apetite compulsivo
Trocar o dia pela noite
Retirar-se do círculo de amigos
Comportamento rebelde, notas baixas e até faltas na escola
Reclamações de dor de cabeça, estômago, costas e fadiga
Uso de drogas, álcool e atividades sexuais promíscuas
Preocupação com a morte

Como a depressão é diagnosticada em adolescentes?
Não existem exames específicos para detectar a depressão. São usadas entrevistas com o paciente e testes psicológicos com o indivíduo e sua família, professores e namorados. O grau da depressão e o risco de suicídio são determinados por meio dessas entrevistas.

Como tratar a depressão?
Há uma variedade de métodos usados para se tratar a depressão. Seu médico irá determinar qual é o melhor tratamento para seu adolescente.

Suicídio de adolescentes
Sinais de alerta:
Ameaças de se matar
Preparar-se para morrer: doar seus bens preferidos, escrever cartas de despedida ou expressar desejos
Não ter esperança no futuro
Não se importar mais com nada, nem com si mesmo

Fonte: Minha Vida

BOLSA FORMAÇÃO DO PRONASCI PODERÁ TER ALCANCE AMPLIADO.

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6588/09, do deputado Elismar Prado (PT-MG), que inclui os profissionais responsáveis pela socioeducação de adolescentes entre os beneficiários da bolsa-formação concedida no âmbito do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

Elismar Prado argumenta que esses trabalhadores sofrem as mesmas incertezas e o mesmo risco pessoal dos profissionais da segurança pública e merecem, portanto, direito a prerrogativas equivalentes.

O Pronasci oferece bolsas de estudos para que policiais, bombeiros e guardas civis municipais possam estudar e aprimorar o seu desempenho.

Tramitação - O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara

MAIS AÇÃO SOCIAL DA CAIXA.


Neste último sábado, dia 23/01/2010, o Conselho Gestor da Associação Beneficente se deslocou à cidade de Itabaiana para visitar o 1° Sgt° Santana, que se envolveu em um acidente de trânsito, quando se deslocava da cidade de Tobias Barreto, após concluir seu turno de serviço.

O Sargento Santana passou vários dias internado no HPM, fora operado, fraturou duas costelas e passará por uma avaliação neurológica para mensurar a sua capacidade de recuperar seus movimentos, já que ele se encontra impossibilitado de caminhar e seus familiares solicitaram o apoio de nossa entidade.

Após análise da situação, a administração da caixa adquiriu uma cadeira de rodas e entregou ao referido sócio da entidade, que emocionado agradeceu a equipe da ABSMSE pelas ações efetivadas em favor dos profissionais de segurança pública e dos reais interesses da classe.

Assim, sócio, você é o verdadeiro protagonista das práticas desta entidade. Procure Participar! Acompanhe o nosso trabalho! Dê Sugestões. Só assim exercita-se o gesto cidadão e só assim contribui-se para formatação de uma sociedade mais justa, fraterna e solidária.

PRÓXIMO SÁBADO NO PROGRAMA FALA SEGURANÇA, ENTREVISTA COM O MAJOR HENRIQUE DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE SERGIPE.

Atenção: não percam o programa Fala Segurança de sábado dia 30 de janeiro, que terá como entrevistado especial, o Major Henrique do Corpo de Bombeiros de Sergipe. Ele irá alertar sobre os perigos das praias sergipanas, os cuidados que devemos ter na hora da diversão, o perigo de crianças sozinhas na praia e ainda abordará sobre o afogamento dos músicos ingleses da banda de heavy metal After Death: Leon Villalba, de 21 anos, guitarrista, e Timothy Kennelly, 18.

Esses e muitos outros temas serão abordados no programa da Associação Beneficente dos Servidores Militares de Sergipe.

Sintonize na Jornal AM 540. Todos os sábados de 9h às 12h. Participe através do telefone 3234-3232.

Texto: Chris Brota

POLICIAIS MILITARES E CIVIS DE ALAGOAS NÃO DESCARTAM PARALISAÇÃO UNIFICADA.

A partir desta quarta-feira, 27, bombeiros, policiais civis e militares vão marchar juntos em busca de uma segurança pública de qualidade. A decisão de unificar as categorias foi tomada, nesta manhã, durante uma reunião entre os líderes militares e representantes Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol).

Durante o encontro, eles não descartaram a possibilidade de uma paralisação geral. Porém, o aquartelamento e a greve serão definidos pelos militares e policiais civis durante a assembleia unificada prevista para o dia 10 de fevereiro, na sede da Associação dos Subtenentes e Sargentos Militares de Alagoas (Assmal), no Trapiche.

"Estamos unidos em busca dos mesmos objetivos. Não podemos levar segurança à sociedade se também não a temos. E isso, nós pretendemos explicar a população durante as mobilizações. Para começar iremos fazer panfletagem no Centro de Maceió com o intuito de alerta a população sobre os problemas enfrentados hoje pelas policiais e Corpo de Bombeiros e em seguida definir os próximos passos", afirmou o presidente da Assmal sargento Teobaldo de Almeida.

O Sindpol pretende defender perante a categoria a inclusão do Policial Legal - movimento que pretende cumprir a Constituição Federal à risca - também na Polícia Civil. "Vamos defender junto à categoria a proposta do escrivão só ouvir o acusado com a presença da autoridade policial. Agindo assim de acordo com a Constituição", disse o diretor do Sindpol, Edeilton Gomes.

Os policiais também reivindicam o cumprimento das datas-bases atrasadas, condições de trabalho e carga horária. “Estamos em defesa da sociedade e da segurança pública. Desde o ano passado que tentamos negociar com o Governo, mas até o momento nada foi resolvido. E isso, a sociedade não sabe. Veja o caso do policial Anderson que morreu em confronto. Ele perdeu a vida em dever e sua família sofre por não tê-lo por perto e ainda com a redução da renda familiar, já que, o salário que a viúva recebe diminuiu. E isso não é justo. Esperamos que o Governador possa abrir o canal de diálogos e nos receba para discutir o assunto”, finalizou o presidente em exército do Sindpol, Josimar Melo.

Fonte: Assmal

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

MORTE DE COMERCIANTE: FUNCIONÁRIA É DEMITIDA DO CIOSP.

Assista a matéria exibida no telejornal SE Notícias 2ª edição da TV Sergipe, acerca do funcionamento do CIOSP, onde as ligações são recebidas por funcionários terceirizados e não por policiais militares e civis como era anteriormente feito, inclusive com entrevista com gestor da ABSMSE.

Clique no link abaixo e confira:
http://emsergipe.globo.com/multimidia/?id=34734

PELO JEITO AS PROMOÇÕES SERÃO EM AGOSTO... A GOSTO DO GOVERNO.

JUÍZA CONDENA CABO ZÉ À PRISÃO.

A juíza de Lagarto, Aline Cândido Costa determinou hoje a prisão do ex-prefeito do município, José Raimundo Ribeiro (Cabo Zé), por crime de injúria a Fábio de Almeida Reis em um carro de som, durante a última campanha eleitoral. A magistrada julgou procedente a queixa-crime apresentada por Fábio em 2008. Cabo Zé foi condenado a quarenta dias de detenção, mas por ser réu primário, a pena será revertida em prestação de serviços à comunidade.

“Havendo preponderância de circunstâncias positivas, fixo a pena base de JOSÉ RAIMUNDO RIBEIRO em um mês de detenção. Não há atenuantes e agravantes, nem causas de diminuição da pena. Acresço a pena de um terço em razão da causa de aumento de pena prevista no inciso III do art. 141 do CP, razão pela qual torno a pena de 01 um mês e dez dias de detenção definitiva”, diz a sentença.

“Considerando-se que foi condenado a pena privativa de liberdade inferior a um ano, pode esta ser substituída por uma pena restritiva de direitos, conforme previsto no artigo 44, § 2º, do CP. Portanto, sendo cabível a substituição da pena, substituo-a por uma pena restritiva de direitos: prestação de serviços à comunidade”, acrescenta a juiza.

A juíza de Direito cita na sentença ainda que: “Assim, diante de tais considerações é de se concluir que o querelado (José Raimundo Ribeiro) praticou fato punível, ante a conduta típica materialmente ofensiva ao bem jurídico tutelado. Deste modo agindo, através de conduta reprovável e censurável, não estando presentes nos autos qualquer causa ou circunstância que exclua a ilicitude ou isente de pena o acusado, merece, pois, do Estado a punibilidade. Ante o exposto, julgo PROCEDENTE a queixa-crime acolhendo o parecer ministerial retro, para condenar JOSÉ RAIMUNDO RIBEIRO como incurso nas penas do art. 140 c/c art. 141, inciso III do Código Penal”, frisou.

Fonte: Empauta

FAMÍLIA DE COMERCIANTE PROCESSARÁ O ESTADO.

Parentes do comerciante Eraldo de Jesus Santos, 40 anos, vítima de latrocínio na última segunda-feira, 25, deve entrar com uma ação judicial contra o Estado.

O empresário foi morto em frente ao seu depósito de bebidas, localizado na Rua Simão Dias, Centro de Aracaju depois de reagir a um assalto. Os desconhecidos estavam numa moto de cor preta e roubaram cerca de R$ 80 mil da vítima, referentes às vendas do Pré-Caju.

Cerca de 40 minutos antes, Eraldo telefonou para o 190 denunciando a presença de suspeitos nas imediações de sua loja. A funcionária que atendeu a ligação orientou apenas que ele anotasse a placa do veículo. Eraldo deixou esposa e uma filha de quatro anos.

Fonte: Jornal da Cidade

CIOSP ADMITE FALHA NO CASO DO EMPRESÁRIO.


O erro de uma funcionária do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) pode ter sido um dos fatores que resultou no latrocínio que teve como vítima, o empresário Eraldo de Jesus dos Santos, 40 anos, ocorrido na segunda-feira, no Centro de Aracaju. “Houve uma falha do Ciosp e a pessoa que atendeu à ligação vai ser penalizada. Estamos encaminhando a SSP o pedido de desligamento dessa pessoa”, disse o coordenador do centro, coronel Salvador Braulino Sobrinho, que completou: “aqui é que nem médico. Se você errar, você morre”. Segundo ele, a atendente tinha que ter enviado uma viatura para o local- Rua Simão Dias – mas não o fez e escreveu no relatório: “solicitante sem informações para ocorrência” e encerrou o assunto. A ligação de Eraldo para o Ciosp durou três minutos – das 07h05:58s às 07h07:55s. Por volta das 11h30 ele foi assassinado.

Mesmo com a alegação de que não tinha muitas informações para a ocorrência, como, por exemplo, placa da moto, tipo de roupa que as pessoas estavam utilizando e o que elas estavam fazendo no momento, a viatura teria que ser deslocada. Durante toda a gravação, Eraldo diz que estava no interior do depósito, insistia que se sentia ameaçado com os homens na moto parados em frente ao seu estabelecimento, pois suspeitava que seria assaltado. Eraldo não conseguiu convencer a atendente.

A orientação dada aos 16 atendentes, por turno, que trabalham no Ciosp, é que em casos de crimes contra a vida deve ser acionado o alerta vermelho. E esse caso se encaixa com o pedido de socorro feito por Eraldo de Jesus dos Santos. “Esse alerta vermelho fica travado na tela do computador e só é destravado quando uma viatura é enviada para o local onde está ocorrendo o fato”, explicou coronel Sobrinho. “Até mesmo quando suspeitamos ser um trote uma viatura deve ser enviada, porque do local onde os policiais estavam até o destino, eles já estarão fazendo policiamento ostensivo”, completou.

Capacitação

O episódio da segunda-feira vai servir como um estudo de caso para que o Ciosp analise suas próprias falhas. Toda semana existe um trabalho chamado capacitação continuada, onde são analisadas as gravações e as falhas são corrigidas para que não se repitam.

Hoje, o Ciosp monitora 100 viaturas policiais na capital e região metropolitana e estuda uma maneira de reduzir o tempo de resposta para a população. A Polícia Militar demora, em média, 23 minutos para atender uma ocorrência, “mas nossa meta é cair para 10 minutos”, disse Sobrinho.

Num enorme mapa, o Ciosp acompanha o movimento das viaturas, sabe em que bairro elas estão e a orientação dada é que os policiais não saiam da área que foram dar cobertura, salvo em casos excepcionais. “Se uma viatura estiver numa perseguição, por exemplo, é natural que saiam da área”, explicou o coronel.

Estado pode ser processado

A família do empresário Eraldo de Jesus Santos não sabe ainda se vai processar o governo do Estado pela falha ocorrida no atendimento do Ciosp e que resultou em latrocínio. “Não pensamos nisso ainda. Quero é que a polícia prenda quem fez isso com meu irmão e que a Justiça não os solte. Porque aqui, a polícia prende e a Justiça solta”, desabafou Messias de Jesus Santos, irmão de Eraldo. A esposa da vítima, Marizete da Silva Santos, disse que uma decisão deste tipo – processar o Estado – vai ser tomada em família.

Ontem, o corpo de Eraldo foi sepultado no cemitério em Moita Bonita, a 64 quilômetros de Aracaju. A viúva está inconsolável e disse que o seu marido ligou para a polícia pedindo apoio e não foi atendido. “Ele ligou dizendo que tinha ladrão rondando o depósito de bebidas dele e ninguém se interessou”, desabafou Marizete.

Com a falta de segurança e mesmo com os homens em uma motocicleta em frente ao estabelecimento, Eraldo de Jesus deixou o trabalho, atravessou a rua e o assalto foi anunciado. O comerciante estava com cerca de R$ 80 mil adquiridos com as vendas do Pré-Caju, e reagiu ao assalto. Eraldo dos Santos foi morto com um tiro na cabeça em frente ao depósito e a sua residência, localizada na mesma rua.

“A polícia falhou. Se não demorassem tanto a agir isso não teria acontecido”, lamentou a esposa do comerciante, Marizete da Silva Santos. Além dela, Eraldo deixou uma filha de quatro anos de idade. A esposa acredita que o crime foi motivado pelo movimento no depósito de bebidas na manhã de ontem. “Ele abasteceu muitos comerciantes no Pré-Caju e hoje (ontem) era dia de o pessoal prestar conta com ele. Então tinha muito entra-e-sai e movimento de dinheiro. O que acabou chamando a atenção”, disse.

Fonte: Jornal da Cidade

SSP LIBERA GRAVAÇÃO ENTRE O 190 E O COMERCIANTE ASSASSINADO.

A Secretaria de Segurança Pública liberou a gravação em que o comerciante Eraldo de Jesus, 43, horas antes de ser assassinado na última segunda (25), solicita ao 190 a presença da polícia no local de seu estabelecimento - um depósito de bebidas - por suspeitar da presença de quatro homens, que, posteriormente, seriam seus assassinos.

Segundo o Ciosp, a ligação ocorreu às 07h07 e durou um pouco mais de três minutos e meio. Eraldo faz um relato da situação a atendente: "dois motoqueiros com duas pessoas cada um... estão parados de olho no meu comércio", disse o comerciante. "Estão fazendo algo suspeito?", perguntou a atendente. "Tá... para mim eles estão fazendo suspeito", disse o comerciante.

Em outro trecho da conversa, o comerciante diz: "não tira o capacete da cabeça, nem nada". A parte que mais causou indignação nos familiares da vítima foi quando a atendente pergunta se o comerciante poderia anotar a placa das motos. "A placa da moto?", pergunta ela. Eraldo responde: "eu não vejo... e eu não posso ir lá ver não... e eu sei lá o que eles vão fazer comigo lá".

A conversa continua quando a atendente do Ciosp informa: "só que a viatura não vai em instantâneo senhor!". Impaciente com o atendimento, Eraldo se despediu desta forma: "tá, tá certo, tá bom, tchau".

Assustado com a presença dos homens estranhos, por cerca de quatro horas, próximo ao seu depósito de bebidas, Eraldo saiu do depósito com um pacote de dinheiro, cerca de R$ 80 mil, e quando caminhava em direção a sua casa que fica localizada em frente ao estabelecimento, foi abordado por um dos homens. O comerciante não quis entregar o dinheiro e acabou sendo executado com dois tiros. Os assassinos fugiram, mas a sacola rasgou e o dinheiro acabou caindo.

Testemunhas informaram que um dos homens, antes do crime, foi até ao depósito e comprou um refrigerante com R$ 10, mas não quis o troco.

Ciosp

O diretor do Ciosp, coronel Sobrinho, houve uma falha da atendente, mesmo com as informações insuficientes passadas pelo comerciante. "A partir dos dados, ela já deveria ter despachado uma viatura", afirmou. Ele garantiu uma punição severa pelo erro cometido. "O resultado dessa falha foi terrível", concluiu.

Fonte: Atalaia Agora

POLÍCIA DEFICIENTE.

A SSP reconheceu ontem um erro durante procedimento no Ciosp que poderia ter evitado o assassinado do comerciante em Aracaju na última segunda-feira. Só para lembrar: este erro só foi detectado porque o comerciante foi assassinado, mas o Ciosp, cujo investimento foi alto, é hoje um local cheio de pessoas (principalmente terceirizados) que não votaram e fazem questão de mostrar que são alvistas de carteirinha. Imagine como será no período eleitoral.

Armas no Pré-Caju e portaria da SSP

No Pré-Caju a SSP montou um serviço de segurança pública digno de aplausos, inclusive com um plantão da corregedoria no local para coibir os abusos de alguns policiais civis. Pois bem! Todo mundo sabe que um policial civil foi pego no bloco Cajuaranas portando uma arma. Ou seja, descumprindo a portaria da SSP/SE publicada para o evento.

Mas será o Benedito? Ou o Birabolo?

O certo é que o policial civil que estava armando entrou em atrito com a guarnição da CPRp, comandada pelo Cb Abnner, chegando inclusive a sacar a sua arma uma PT.40, contra a referida guarnição, atrapalhando assim o bom andamento do trabalho da PM. O mesmo foi desarmado e detido depois que chegou o reforço, deslocando assim outra equipe desfalcando a segurança, ao chegar no posto de comando IV, localizado no parque da sementeira o mesmo quando avistou os policiais civis começou a alterar e foi contido por duas delegadas. Por volta das 03hs o policial foi liberado como se nada tivesse acontecido. E aí? Será que a corregedoria abriu o devido procedimento? Ou vão passar a mão na cabeça do policial?

Fonte: blog do jornalista Cláudio Nunes

ASSOCIAÇÃO PM PUBLICA CHARGE COMO FORMA DE PROTESTO.

Decepcionados com o tratamento do Governo do Estado dado à categoria, a Polícia Militar, através da Associação Beneficente dos Servidores Militares de Sergipe (ABSMS), publicou uma charge no blog absmse.blogspot.com, em forma de protesto. A categoria satirizou a música ‘Rebolation’, sucesso da banda de pagode Parangolé.

“Enquanto na Avenida foi 'Rebolation', nós da PM estamos cantando o ‘Enrolation’. Desde julho do ano passado a CPRv está trabalhando sem receber as diárias. O Batalhão de Choque auxilia na segurança do Presídio de Tobias Barreto e também está sem receber as diárias. O acordo da carga horário firmado no fim do ano passado não foi cumprido, o policial está trabalhando feito escravo. Aproveitando a prévia carnavalesca, a PM entra no clima e cria um hit de carnaval”, disse Sargento Vieira sobre a forma criativa que os policiais encontraram de protestar.

Fonte: Jornal da Cidade

POLICIAIS DA CPRv PRENDEM HOMEM ACUSADO DE SUBORNO DURANTE O PRÉ-CAJU.

No último domingo, dia 24, policiais da CPRv estavam reforçando o policiamento nas imediações do pré-caju, quando observaram que uma motocicleta trafegava com três homens, ou seja, com excesso de passageiros, os quais estavam inclusive sem capacete.

De imediato o 1º Ten. Carlos Eduardo Vieira Barreto, juntamente com sua guarnição, fizeram a abordagem na motocicleta honda fan, cor preta, placa policial IAK-4479 e em conformidade com o Código de Trânsito Brasileiro, fizeram a apreensão da carteira de habilitação do condutor, quando um dos passageiros da citada moto, o sr. Genivan França dos Santos, 31 anos, cabeleireiro, passou a insistir para que fosse liberada a documentação apreendida. Como não obteve êxito, tentou subornar o 1º Ten. Carlos Eduardo, oferecendo a este a quantia de R$ 20,00, momento em que foi preso em flagrante pela guarnição da CPRv e encaminhado posteriormente à Delegacia Plantonista para ser lavrado o flagrante pelo Delegado Marcos Passos.

Fonte: blog da CPRv

Nota: Mais uma vez os militares sergipanos demonstram que são honrados e cumpridores das suas obrigações.

CURSO SUPERIOR PODE SER OBRIGATÓRIO PARA PMs E BOMBEIROS.

Capitão Assumção: medida vai melhorar qualidade dos serviços na área de segurança pública.

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6329/09, que institui a obrigatoriedade da conclusão de curso superior para ingresso nas carreiras da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Pela proposta, do deputado Capitão Assumção (PSB-ES), o edital de seleção dos militares deve conter ainda outros pré-requisitos, que serão definidos pelos governos estaduais.

De acordo com o texto, a exigência não interfere na carreira dos atuais policiais e bombeiros, uma vez que só será válida para editais publicados após a vigência da lei.

Melhoria da qualidade
Para o autor do projeto, a medida visa melhorar a qualidade na prestação dos serviços por parte dos agentes de segurança pública. Para ele, a escolaridade de nível médio exigida atualmente permite que pessoas sem qualificação ingressem nos quadros da Polícia Militar. "Essa situação se reflete na atuação ostensiva e na abordagem ao cidadão", observa.

Segundo o parlamentar, muitas vezes o despreparo desses profissionais em relação a suas obrigações e seus direitos chega a ser motivo de perseguições e acusações falsas. Assumção destaca que a obrigatoriedade do diploma de graduação já foi instituída para ingresso na carreira de agente da Polícia Rodoviária Federal e contribuiu para melhorar a prestação de serviços.

Assumção admite, no entanto, que a exigência de nível superior não será a solução definitiva para garantir a qualidade dos serviços de segurança oferecidos à comunidade. Ele lembra inclusive que há bons militares em todas as corporações do País que não possuem diploma de graduação.

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Capitão Assumção

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

E DURANTE O PRÉ-CAJU ESSA MÚSICA FEZ SUCESSO.

ASSESSORIA JURÍDICA DA ABSMSE CONSEGUE MAIS ABSOLVIÇÕES, DESTA FEITA DE MAIS DOIS ASSOCIADOS.

A assessoria jurídica da ABSMSE através dos advogados Clay Anderson que acompanhou o processo e Márlio Damasceno que promoveu a sustenção oral em sessão de julgamento realizada no dia de hoje, conseguiu a absolvição de mais dois associados, desta feita, dos policiais militares Edenilson Andrade Santos e Heliano Lima Oliveira, os quais estavam sendo acusados do crime capitulado no artigo 205, caput, do Código Penal Militar.

Confiram abaixo a parte final da sentença prolatada pelo Conselho Permanente de Justiça Militar que absolveu os militares:

Assim relatados, passa-se à decisão.

Versam os presentes autos sobre ação criminal visando à apuração da responsabilidade dos acusados, Sd. PM nº4543 EDENILSON ANDRADE SANTOS e Sd. PM R/R HELIANO LIMA OLIVEIRA, denunciado nas iras art. 205, caput, do Código Penal Militar, o qual prevê a figura típica do homicídio simples.

Com efeito, o direito de punir do Estado visa, dentre outros fins, intimidar as pessoas que transgridem as leis, objetivando manter a harmonia e a ordem no meio social, assegurando a paz e a tranqüilidade na sociedade, configurando o interesse público que fundamenta a ação penal, a qual deve ser exercida dentro dos parâmetros constitucionais do devido processo legal.

Entretanto, para que o Estado-Juiz aplique a sanção, é necessário que haja a certeza dos elementos objetivos e subjetivos descritos na norma tipificadora da conduta delitiva e, também, que não esteja presente qualquer circunstância descriminante ou causa excludente de culpabilidade, o que passamos a analisar.

O homicídio é crime militar impróprio, pois tem previsão tanto na legislação penal militar como na comum. Na sua essência, é um crime comum, passando a ser militar quando encontra identidade nas várias hipóteses dos incisos II e III do art. 9º, da Lei Penal Castrense.

O mestre Jorge César de Assis, em seu “Comentários ao Código Penal Militar”, 5ª Ed.. - Revista e Atualizada, Editora Juruá, p. 379, assim conceitua, in litteris:

“Homicídio é a eliminação da vida de uma pessoa praticada por outra. O objeto jurídico é a preservação de vida humana, sendo que o agente (sujeito ativo) pode ser qualquer pessoa, tanto militar como civil. O critério para a classificação do delito como militar far-se-á nos termos do art. 9º do CPM.”

Examinando os autos, à luz dos ensinamentos supra, em relação à conduta do acusado Sd. PM Heliano Lima Oliveira, constata-se dos Laudos Periciais e dos depoimentos testemunhais acostados aos autos, que a participação do mesmo nos fatos que ora são julgados, foi o de ter tentado tomar a arma da vítima Sd. PM Mário Sérgio Silva, quando este sacou sua pistola(.380), no meio do espaço em que estavam, momento em que a vítima conseguiu se desvencilhar e o Sd. Heliano saiu correndo, levando em seguida alguns tiros que o deixaram paraplégico, tiros estes disparados pela vítima Mário Sérgio, conforme fez prova a munição extraída do corpo do acusado Heliano.

Sendo assim, constata-se que o acusado Heliano Lima Oliveira foi mais uma vítima dos fatos ocorridos naquela localidade, já que foi alvejado pelas costas e não efetuou nenhum disparo, não concorrendo assim para a infração penal.

Já em relação ao acusado, Sd. PM Edenilson Andrade Santos, segundo seu próprio interrogatório e o do acusado Heliano, o mesmo efetuou alguns disparos após ter visto Heliano ser alvejado pela vítima Mário Sérgio, que efetuava vários disparos até quando estava no chão, levando o mesmo a óbito, embora não tenha sido encontrada nem a arma nem as munições que alvejaram Mário.

Assim, em relação ao acusado Sd. PM Edenilson Andrade, resta configurada a tese da legítima defesa de outrem, sendo nesse sentido o entendimento do Superior Tribunal Militar, in verbis:

EMENTA: - Homicídio - Crime militar - Fratricídio - Autor e vítima irmãos e soldados do Exército. - Legítima Defesa - Desproporcionalidade física entre a vítima e o autor – Uso do único meio de que dispunha (arma que retirara de casa para evitar que a vítima a usasse). - Homicídio ocorrido diante da mãe e da avó do autor e vítima que, sem discrepância, comprovaram a agressiva e insana atitude do último e que se o primeiro não agisse como fez, certamente, seria agredido pelo irmão. - Laudo Pericial que não comprova qual tiro, dentre os três proferidos, ceifou a vida da vítima. - Segundo a mais moderna doutrina penal, principalmente a alemã, os requisitos legais da legítima defesa, em favor de quem a invoca, não devem ficar na dependência da prova extreme de dúvidas (zweifelsfrei feststehen), impondo-se a absolvição, desde que não possa refutar as alegações do acusado de que tenha agido em legítima defesa (Eduard Kern). - Se o agredido não pode dispor senão de um meio desproporcionado, não existirá excesso, desde que seu uso era indispensável à defesa (in Altavilla). - O excesso, caso tenha ocorrido, está amparado pela emoção, que é essencialmente subjetiva. - Exigir que o agredido pense bem, reflita, delibere num desses terríveis momentos (veemente emoção e completa abolição da consciência), é o mesmo que exigir que ele se deixe vencer pelo adversário; equivale, enfim, a negar-lhe o direito consagrado e garantido pelo Código Penal (Marcello Jardim Linhares – fl. 409). - Reconhecida a legítima defesa e o excesso escusável. - Negado provimento ao recurso do MPM e mantida a decisão do juízo a quo que absolveu o réu. Decisão majoritária. (STM – Ap. 2001.01.048692 – 5 – AM – Rel. Min. Carlos Alberto Marques Soares – J. em 01.08.2001) (Grifo Nosso)

Assim, entendemos não poder prosperar a pretensão punitiva estatal.

Ante o exposto, o Conselho Permanente de Justiça Militar, por unanimidade de votos (5X0), decide julgar improcedente a pretensão punitiva estatal, para ABSOLVER o acusado, Sd. PM nº4543 EDENILSON ANDRADE SANTOS, alhures qualificado, da acusação da prática do crime previsto no art. 205, caput, do Código Repressivo Castrense, fulcrado no art. 439, alínea “d”, do Código de Ritos Militar, e ABSOLVER o acusado, Sd. PM R/R HELIANO LIMA OLIVEIRA, alhures qualificado, da acusação da prática do crime previsto no art. 205, caput, do Código Repressivo Castrense, fulcrado no art. 439, alínea “c”, do mesmo diploma legal.

Após o trânsito em julgado da sentença, a Secretaria deverá tomar as seguintes providências:

a) Oficie-se ao Comandante Geral da PMSE, cientificando-o desta decisão, encaminhando-lhe cópia.

b) Oficie-se, ainda, ao Núcleo de Identificação, da Superintendência Regional em Sergipe, do Departamento de Polícia Federal, para os fins cabíveis.

P.R.I.

Aracaju, 26 de janeiro de 2010.

DIÓGENES BARRETO
JUIZ DE DIREITO MILITAR

JOSÉ PEREIRA DE ANDRADE FILHO Ten. Cel. QOPM
JUIZ MILITAR

FÁBIO LUIZ SILVA MACHADO Capitão QOPM
JUIZ MILITAR

MARCOS ANDRADE ROCHA 1ª Ten. QOPM
JUIZ MILITAR

LEONARDO DIAS DE CARVALHO JÚNIOR 1º Ten. QOPM
JUIZ MILITAR

REPRESENTANTES DA ABSMSE FAZEM PANFLETAGEM DURANTE O PRÉ-CAJU.

Os representantes da ABSMSE estiveram fazendo uma panfletagem durante o pré-caju para conscientizar os companheiros militares e a população em geral, da importância de que seja implementada uma carga horária definida para os militares sergipanos, visto que da forma que se encontra atualmente os militares trabalham em uma escala escravagista, bem como, que seja também implementado o nível superior para ingresso na PM/SE e no CBM/SE, visto que esse direito já foi condecido a coirmã Polícia Civil, sem contudo ser dado o mesmo tratamento aos policiais e bombeiros militares.

Confiram abaixo o panfleto que foi distribuído, bem como as fotos da panfletagem efetuada durante o pré-caju:


Sgt. Vieira, Cel. Péricles, Cb. Palmeira e Sgt. Edgard








DECRETO CRIA BOLSA COPA E BOLSA OLÍMPICA PARA POLICIAIS.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou hoje (26) o decreto que cria as Bolsas Copa e Olímpica para policiais que irão trabalhar nos Jogos. Com isso, a partir de julho deste ano, os profissionais de segurança pública começarão a receber um adicional que aumentará gradativamente até a data dos eventos.

No caso da Bolsa Copa, policiais e bombeiros das capitais que sediarão as competições vão começar recebendo R$ 550 a mais em 2010. A partir de 2011, a bolsa passa a ser de R$ 665. Em 2012 o acréscimo passa a ser de R$ 760, e em 2013 de R$ 865. No ano da Copa do Mundo os profissionais de segurança pública passarão a receber R$ 1.000 a mais no salário. O valor não será perdido após os Jogos, e será incorporado pelos governos estaduais permanentemente.

Já a Bolsa Olímpica será paga exclusivamente aos profissionais do Rio de Janeiro. No caso deles, o valor será fixo de R$ 1.200. Os policiais e bombeiros do Rio não receberão a Bolsa Copa, apenas a Olímpica até 2016. Depois dos Jogos, o valor também será incorporado aos salários pelo governo estadual.

Para o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, o programa representa um pacto de solidariedade do governo federal com os estados. “O governo federal, pela primeira vez na história, enfrenta, participa e se solidariza com temas relacionados à segurança pública”, disse Cabral.

As regras serão as mesmas do Bolsa Formação – programa que paga um adicional para os policiais que se propõem a fazer cursos de capacitação. Essa bolsa também recebeu aumento hoje, passando de R$ 400 para R$ 443.

Segundo o ministro da Justiça, Tarso Genro, “o paradigma da segurança pública no país está em mudança profunda”.

Fonte: Agência Brasil

CURSO DE ARBITRAGEM 2010 (ESCOLA DE ÁRBITROS DA ASSOCIAÇÃO DE ARBITROS PROFISSIONAIS DE FUTEBOL DE SERGIPE E FEDERAÇÃO SERGIPANA DE FUTEBOL).

A Escola de Árbitros da Associação de Árbitros Profissionais de Futebol de Sergipe e a Federação Sergipana de Futebol abrem inscrições para CURSO DE ARBITRAGEM 2010.

As inscrições estão abertas na sede da Federação Sergipana de Futebol

Horário: das 14 às 18 h, com Ricardo

Taxa de inscrição: R$ 50,00

Idade: entre 18 a 30 anos

Escolaridade: segundo grau completo ou nível superior.

Obs.: OS ASSOCIADOS DA ABSMSE TERÃO DESCONTO NAS MENSALIDADES DE 15% (QUINZE POR CENTO).

IVANEY ALVES LIMA
Presidente da Associação dos Árbitros Profissionais de Futebol do Estado de Sergipe.
(79) 8819-9271/9814-6575

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

CAIXA BENEFICENTE DEFENDE POLICIAL DE LAGARTO.

Márcia do Espírito Santo é acusada por Cabo Zé, de ter invadido o estúdio da Eldorado FM em Lagarto visando solicitar fitas de progranas

Sargento Vieira:"Precisamos resguardar a imagem dos policiais"

A Caixa Beneficente dos Servidores Militares (Polícia e Bombeiros) acionou um advogado para acompanhar o caso envolvendo a policial militar Márcia do Espírito Santo Mota e o proprietário da rádio Eldorado FM, no município de Lagarto, José Ribeiro, o cabo Zé. A PM foi acusada por populares no programa do jornalista e radialista Carlos Ferreira, de abuso de poder e teria invadido a emissora para tirar satisfações. Cabo Zé deverá ser recebido pelo governador Marcelo Déda ainda esta semana para discutir o assunto e lamentar “por não ter contado com o secretário de Segurança Pública, João Eloy”.

Para o representante da Caixa Beneficente, Sargento Vieira, a imagem da polícial Márcia do Espírito Santo precisa ser resguardada. “Com isso, colocamos o advogado Márlio Damasceno para dar um apoio não somente à acusada, mas a todos os policiais que desenvolvem suas atividades em Lagarto, acusados de causarem transtornos. Cabo Zé pediu ao governador que tirasse todos os policiais e isso é generalizar”, entende sargento Vieira.

“Eu estava sendo acusada constantemente no programa de Carlos Ferreira e resolvi solicitar as fitas. Quando cheguei à emissora, pedi que o rapaz que estava na recepção assinasse o documento, mas ele me levou até o estúdio, onde Carlos Ferreira leu no ar e assinou. Entrei e o radialista perguntou se eu queria falar, disse que só falo judicialmente e sai. Eu não vejo isso como uma invasão até porque minha conduta é pautada na legalidade”, garante Márcia do Espírito Santo, lembrando que tudo está gravado no circuito de TV, cujas imagens também estão sendo solicitadas para o processo.

Intimidados

O proprietário da Eldorado FM acredita que o governador Marcelo Déda possa tomar as devidas providências, já que assim como o radialista, também está se sentindo intimidado. “Passei um e-mail para o governador solicitando providências. Como pode uma policial entrar no estúdio com um revólver calibre 38 nos quartos, acompanhada por outro PM armado com uma metralhadora, alegando que queria apenas que assinassem um documento?”, indaga Cabo Zé.

“Tentei falar com o secretário de Segurança Pública, João Eloy por duas vezes por telefone, mas ele não atendeu e nem retornou. Que secretário é esse, cujo número do telefone celular foi fornecido pelo próprio Palácio de Governo e não atende?, lamenta garantindo não ser uma questão de ordem política. ‘Prezo pela segurança e tranquilidade dos lagartenses e essa policial assim como outros da corporação, estão sendo acusados de causar transtornos a população”, ressalta acreditando que a policial deveria ter procurado a direção da rádio e prometendo processá-la.

SSP aberta

Na assessoria de Comunicação da Secretaria de Segurança Pública, a informação é de que Cabo Zé deveria ter comparecido ao gabinete do secretário João Eloy para relatar o problema. “O secretário recebe normalmente qualquer representante político e lideranças municipais. Se ele não retornou às ligações, talvez nem tenha percebido. Cabo Zé poderá vir à própria secretaria que será recebido”, afirma o assessor de Comunicação Lucas Rosário.

Fonte: Infonet (Aldaci de Souza)

CUIDADO COM O LOBO!!!

ASSOCIAÇÕES MILITARES CRITICAM POSTURA DO CABO ZÉ.

A Associação de Praças Militares de Sergipe (Asprase) e a Caixa Beneficente da Polícia Militar (ABSMSE) colocaram suas assessorias jurídicas à disposição da policial militar Márcia do Espírito Santo Mota, que foi acusada pelo ex-prefeito de Lagarto, José Raymundo Ribeiro, o “Cabo Zé”, de invadir o estúdio da FM Eldorado na última quinta-feira (21).

Em um ofício enviado ao governador Marcelo Déda e ao secretário da Segurança Pública, João Eloy, o proprietário da emissora disse que a policial ameaçou o apresentador do programa Jornal da Eldorado, Carlos Ferreira que, no ar, teria relatado que se sentiu ameaçado pela policial “que estava fardada e de arma na cintura”.

Neste dia, Ferreira acusou a soldado de ter praticado uma agressão contra uma criança. Com o intuito de se defender das acusações e de subsidiar uma possível ação judicial, Márcia foi até os estúdios da rádio para entregar um ofício, no qual solicitava uma cópia da gravação do programa.

Atendida pelo irmão de Ferreira, o também radialista Marcos José, Márcia disse que perguntou a quem poderia entregar o documento. “Marcos disse que receberia, mas após ler o conteúdo do ofício, preferiu levá-lo ao próprio Carlos Ferreira. Ele entrou no estúdio enquanto a policial o aguardava do lado de fora. Ao retornar e me entregar o ofício com o recebido, que chegou a ser lido no ar pelo apresentador, eu perguntei se poderia entrar no estúdio, tendo Marcos José respondido que sim”, narra a militar.

Márcia afirma que toda a sua conversa com Carlos Ferreira ocorreu com o programa no ar e que as gravações, se apresentadas, deixarão claro que não houve invasão do estúdio. "Só entrei porque tive permissão para isso", alega.

Ela afirma ainda que ao contrário do que disseram, ela não entrou no estúdio para conhecer o apresentador. "Eu já conhecia Carlos. Ele já trabalhou em outras emissoras em Estância, cidade onde moro e onde já participei de lutas sociais e frequentei programas de rádio. Ele é que não me conhecia", disse a soldado.

Em entrevista agora pela manhã na Ilha FM, Márcia Mota confirmou que irá ingressar com uma ação judicial contra todas as pessoas que a estão acusando injustamente, incluindo Cabo Zé, que também em entrevista a Gilmar Carvalho, voltou a acusar a policial de ter invadido o estúdio da emissora e ameaçar o seu funcionário. "O ônus da prova cabe a quem acusa. Vou defender meus direitos", disse a policial.

Representantes da Asprase e da Caixa Beneficente entraram no ar e disseram que as duas entidades estão à disposição da militar para que ela ingresse com as devidas ações na Justiça. Sargento Vieira, gestor da Caixa, advertiu que na entrevista à Ilha FM, o ex-prefeito de Lagarto falou que todos os policiais que trabalham naquela cidade estão causando problemas à população.

“Ele deixou todos os militares de Lagarto em suspensão porque generalizou a todos e disse que ia pedir a retirada deles da cidade. É por isso que nós lutamos que a nossa corporação tenha policiais mais preparados para acabar com esse tipo de coisa. A política não pode interferir na polícia. Tem que ser duas coisas afastadas, pois esse tipo de interferência é ruim para a sociedade”, criticou Vieira.

A soldado Márcia está convicta das providências jurídicas contra o ex-prefeito. “Tenho uma reputação ilibada antes e depois de entrar na Polícia Militar. Se ele quer fazer esse teatrinho que procure outra pessoa. Cabo Zé vai ter que provar tudo que está falando sobre mim”, avisa a militar.

Fonte: Ne Notícias

domingo, 24 de janeiro de 2010

FALTA DE POLICIAMENTO DEIXA CORPO ESTENDIDO POR SEIS HORAS NA RUA.

Um bárbaro assassinato ocorrido na madrugada deste domingo (24), deixou o corpo de Genivaldo de Jesus, estendido no chão, na cena do crime, por mais de 12 horas por falta de policiamento para atender a população na delegacia da cidade de Aquidabã.

Informações dão conta de que o assassinato de Genivaldo ocorreu no povoado Caatinga. Genivaldo foi morto a tiros para que o marginal roubasse a moto que trabalhava Genivaldo utilizava como ferramenta de trabalho, sendo mototaxista em Aquidabã.

Assim que a família tomou conhecimento do caso, se deslocou para o local enquanto acionavam a policia por meio do 190, contudo, o CIOSP não provia atendimento. Não foi possível localizar nenhuma viatura na região. Como não havia policiamento, o corpo permaneceu estendido no local do homicídio até o meio dia desse domingo. O rabecão do IML só chegou 13 horas depois do ocorrido. Ainda assim, não se tem notícia do policiamento local.

O assassinato de Genivaldo de Jesus em Aquidabã, pelo tratamento que está sendo dado pela polícia, poderá ser mais um crime insolúvel no estado. A polícia também está ciente do acontcimento, mas não foi enviada ainda uma viatura da polícia técnica para realizar as averguações necessárias na cena do crime.

Familiares de Genivaldo, devem ainda, nesta segunda-feira, procurar o Ministério Público, para responsabilizar o estado e a polícia, por omissão de socorro, já que, alem do constrangimento de ter um parente assassinado, ter ainda que vê-lo estendido ao chão sem que a polícia atendesse a ocorrência.

Fonte: Faxaju (Munir Darrage)

BOMBEIROS DE SERGIPE ESTÃO PREPARADOS PARA ATUAR NO HAITI.


Por solicitação da Liga Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom), estão sendo mobilizados em todo o país bombeiros com especialização no trabalho em estruturas colapsadas para atuar no Haiti. Em Sergipe, 10 bombeiros e três cães já estão preparados para viajar com a missão de auxiliar na busca e salvamento das vítimas do terremoto.

“Estamos em contato direto com o presidente da Liga, coronel Carlos Eduardo Poças Amorim Casa Nova, e a informação é de que não se tem uma data para o embarque desses bombeiros que estão sendo cadastrados. Isso vai depender de uma solicitação do Governo Federal”, afirmou o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE), coronel Nailson Melo Santos.

Os 10 bombeiros recrutados possuem o Curso de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas (BREC). “É um curso com algumas especificidades. O resgatista aprende a se aproximar utilizando técnicas especiais, sempre com os joelhos no chão, para ter uma maior estabilidade. Ele utiliza equipamentos mais leves, já que é uma estrutura instável. Além disso, são utilizadas marcações internacionais, para que qualquer profissional que passe por aquele local identifique que ali há uma vítima, por exemplo”, explica o tenente Valter Alves de Oliveira.

O tenente é um dos bombeiros sergipanos cadastrados e fala da expectativa para a missão. “É uma oportunidade única de poder atuar numa grande missão como essa, poder ajudar de alguma forma”, afirma o tenente Valter. Ele e os outros cadastrados já estão providenciando as vacinas necessárias e o passaporte.

Ajuda de cães

Os bombeiros sergipanos vão contar ainda com o apoio de três cães treinados para a busca de vítimas. Em desastres como o que assolou o Haiti, eles são importantes reforços para as equipes de resgate. Um dos cães inclusive já participou da missão nos temporais de Santa Catarina, sendo o primeiro dos 26 animais no local a encontrar uma vítima.

“Esses cães passam por treinamentos diários. Primeiro eles são estimulados a criar um vínculo com um determinado brinquedo. A partir daí é colocado um odor humano nesse brinquedo, que ele passa a buscar em diversas situações simuladas, como em escombros. Então na situação real, ele vai procurar a vítima, que para ele é o brinquedo, e quando isso acontece ele sinaliza com latidos”, conta o sargento Elielson Silva, responsável pelo canil do CBMSE.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

FELIZ ANIVERSÁRIO COMPANHEIRO GEORGE MAGALHÃES.

George Magalhães com os gestores da ABSMSE

Amanhã o amigo George Magalhães, apresentador do programa Liberdade Sem Censura da Rádio Liberdade FM, estará aniversariando. A ABSMSE não poderia deixar de homenageá-lo por completar mais uma data natalícia, pessoa que foi de grande importância na luta da classe militar durante o movimento "Tolerância Zero", pedindo ao nosso Bom Deus que possa dar-lhe muita paz, saúde, prosperidade e alegria ao lado dos seus famliares e amigos.

Por isso companheiro George Magalhães, fazemos questão de homenageá-lo com a mensgem abaixo:

Parabéns

Só queriamos dizer Feliz Aniversário à um alguém
Que um dia tivemos o prazer de conhecer,
Desejamos que Deus lhe conceda
Muita Saúde, Alegrias e Fé. . . . .
Faz alguns anos que Deus te enviou a terra
Para iluminar a todos com a tua presença,
E neste dia mais que especial que evidência a tua chegada ao mundo,
Palavras não bastam para te homenagear.
Você é uma obra preciosa
Que Deus criou e revestiu com muitas e boas qualidades,
Uma grande pessoa que admiramos e queremos muito bem.
Curta bastante o seu dia, e saiba que você tem amigos! ! ! ! !
Parabéns pelo seu aniversário! ! ! ! !
Fique com Deus! ! ! ! !

São os votos de todos que fazem a ABSMSE

E O DESVIO CONTINUA.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

ATENÇÃO SÓCIOS DA ABSMSE PARA O AVISO ABAIXO:

Comunicamos a todos os associados que nos dias 21,22, e 25/01/2010, não haverá expediente administrativo na sede da Associação, em vista da utilização de todos os policiais militares no PRÉ-CAJU.

José Péricles Menezes de Oliveira
Gestor da ABSMSE

O PROGRAMA FALA SEGURANÇA DA ABSMSE ESTARÁ ENTREVISTANDO NO PRÓXIMO SÁBADO PETRÔNIO GOMES, PRESIDENTE DA SOCIEDADE MÉDICA DE SERGIPE.

Sábado, dia 16, o programa de rádio da Caixa Beneficente, o Fala Segurança, fará uma entrevista com Petrônio Gomes, presidente da Sociedade Médica de Sergipe. Ele irá falar do assunto polêmico que repercutiu durante toda esta semana na mídia sergipana: a situação caótica do maior hospital público do Estado, o HUSE. Petrônio fez várias denúncias sobre as péssimas condições vividas pelos pacientes e a precariedade deste hospital.

O Fala Segurança está imperdível! Fique sintonizado na rádio Jornal AM 540, sábado a partir das 9h da manhã. Contamos com a sua participação através do telefone 3234-3232.

GESTORES E DIRETORES DA ABSMSE ESCLARECEM O CASO DA "VIGÍLIA DO PRESMIL".

Os gestores da ABSMSE - Associação Beneficente dos Servidores Militares de Sergipe, juntamente com os diretores daquela entidade, vêm a público esclarecer o verdadeiro motivo de promoverem vigília enfrente ao Presmil – Presídio Militar.

O protesto foi desencadeado quando os representantes foram informados que o colega sargento Ataíde Mendonça, estava trancafiado na solitária, sem receber visitas. Um militar de comportamento excepcional em 20 anos de serviços prestados à Polícia Militar.

Segundo os gestores e diretores da ABSMSE, Ataíde poderia ter sido advertido de outras formas, mesmo não concordando com a atitude militarista, haja vista que a postura do sargento punido, estava exatamente condizente com a nossa legislação brasileira, que prevê o artigo 144, parágrafo 5º da Constituição Federal: que "às polícias militares cabem a polícia ostensiva e a preservação da ordem pública". Uma sustentação legal frente à negação do militar em relação ao desvio de função determinado a ele.

Portanto, a iniciativa da vigília enfrente ao Presmil, não foi em função puramente da prisão do caro sargento Ataíde. Até porque se assim fosse, os representantes da Caixa Beneficente teriam que protestar toda vez que um militar fosse preso injustamente. O repúdio foi indubitavelmente em relação a “Tranca”, que não tem previsão legal e mesmo assim foi brutalmente imposta a um militar de comportamento excepcional.

VEJA O QUE ACONTECEU NO PROGRAMA FALA SEGURANÇA DO ÚLTIMO SÁBADO DIA 16.

O Programa da família militar sergipana está cada vez mais em destaque com assuntos e debates de grande interesse da sociedade.

No programa passado o Fala Segurança que é patrocinado pela Associação Beneficente dos Servidores Militares de Sergipe – ABSMSE, recebeu no estúdio da rádio Jornal AM 540, o vereador Emanuel Nascimento, presidente da Câmara Municipal de Aracaju para falar da retirada dos PMs daquele órgão e o diretor do NAPSS- Núcleo de Atenção Psicossocial da Polícia Militar, Major Willian, que falou sobre os problemas enfrentados pelos militares tenho em vista a sobrecarga de trabalho exercida sobre eles.


Na primeira entrevista o assunto foi debatido principalmente entre o vereador Emanuel e o sargento Vieira que aplaudiu veementemente a atitude do presidente da Câmara de Aracaju. O vereador abriu a fala abraçando a todos os bons policiais militares e fazendo elogios ao trabalho exercido pelo gestor da Caixa Beneficente, sargento Vieira. Emanuel disse que cresceu num bairro praticamente de policiais militares, por isso justifica o carinho e o respeito pela classe. Ele afirmou também que reivindicar não é quebrar hierarquia e alertou aos militares em relação ao envolvimento com a política partidária. Sobre a retirada dos PMs da Câmara Municipal, o presidente do órgão, enfatizou que os 13 policiais militares retirados de lá, foram devolvidos a sociedade e que acha muito justo, mas sempre que precisar irá solicitar a ajuda dos caros PMs que segundo ele a presença dos servidores transmite segurança e autoridade. A participação do vereador Emanuel Nascimento foi muito apreciada pelos ouvintes que ligaram parabenizando a atitude e as palavras do representante legal do povo.

Na nossa segunda entrevista realizada com o major da PM/SE, Willian, diretor do NAPSS – Núcleo de Atenção Psicossocial da Polícia Militar, os assuntos abordados foram os problemas que mais acometem a classe militar hoje no Estado e os tratamentos oferecidos pelo NAPSS. O major esclareceu aos nossos ouvintes que o cel. Péricles instituiu o NAPSS através de uma portaria no seu comando. Willian afirmou ainda que hoje o atendimento do NAPSS se estende aos policiais, bombeiros militares e seus familiares, um atendimento indispensável levando em consideração a sobrecarga de trabalho exercida sobre os militares atualmente, o major não deixou dúvidas que a carga horária excessiva desenvolve no militar problemas de vários tipos, a exemplo do alcoolismo, da depressão, dos problemas financeiros, dos problemas conjugais, a doença mental, os surtos psicóticos entre várias outras doenças. O major além de afirmar que estes tipos de problemas são desenvolvidos em função de uma carga horária excessiva de trabalho, também se comprometeu em redigir um documento e enviar para a Associação Beneficente dos Servidores Militares de Sergipe, enquanto profissional da saúde, alegado que a carga horária atual dos militares é altamente prejudicial ao militares, fortalecendo ainda mais a luta da ABSMSE em relação a carga horária definida.

Todos os sábados de 9h às 12h. Fala Segurança, na Rádio Jornal AM 54º. Sintonize!

Texto: Chris Brota

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

ATENÇÃO ASSOCIADOS DA ABSMSE PARA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS.

Os gestores da ABSMSE convocam aos seus associados para praticiparem da assembléia geral ordinária, que será realizada no dia 28 do corrente mês e ano, às 9 h, na sede da Entidade, para prestação de contas do balancete do mês de dezembro de 2009.

PENSE NUMA LEGISLAÇÃO ANTIGA!!!

LÍDERES DAS ASSOCIAÇÕES PARTICIPAM DE REUNIÃO, "APARAM ARESTAS" E RETOMAM A UNIÃO DAS ENTIDADES.

A união de todos por um bem maior. Essa foi a decisão tomada pelas lideranças das Associações Unidas em reunião realizada na tarde e noite de hoje na sede da Associação dos Cabos e Soldados, no bairro Santos Dumont.

A reunião foi proposta pelo sargento Cerqueira na assembleia geral realizada no último dia 14, quinta-feira, no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe. A ideia do sargento era a promoção de um debate entre as lideranças, com o objetivo de esclarecer todos os fatos que geraram a divisão das associações após o movimento Tolerância Zero e tentar reestabelecer a união das entidades.

Pouco depois das 14:00h, como previsto, começou a reunião. Inicialmente as discussões foram feitas abertamente, na presença dos associados que compareceram na sede da ACS, cumprindo decisão da assembleia geral do dia 14. No entanto, após mais ou menos duas horas de discussões, chegou-se a um entendimento de que a reunião entre os líderes deveria ser fechada, participando apenas as lideranças que estiveram à frente do movimento Tolerância Zero.

Diante das circunstâncias e interessados em um resultado positivo para a classe, os militares presentes deixaram o local, ficando apenas os representantes das entidades. A partir daí foram discutidos todos os pontos de divergência entre as entidades e seus representantes. As cartas foram colocadas na mesa e como se diz popularmente, lavou-se toda a roupa suja.

Cobranças, mágoas, reclamações, pedidos de desculpas, tudo enfim que precisava ser dito foi colocado para fora. Ao final, o mais importante, as Associações Unidas reestabeleceram a união de forças de todas as entidades em prol dos objetivos da categoria.

Unificação

Em meio às discussões, foi feita a proposta pelo sargento Jorge Vieira de que todas as associações pudessem se unir em uma única entidade. A ideia foi acatada por todas as lideranças presentes, sendo apenas solicitado pelo cabo Palmeira que todos refletissem com calma acerca do assunto. Os líderes das cinco associações presentes no encontro (AAM, ABSMSE, ACSPM, ASPRASE e ASSOMISE) se comprometeram a consultar suas respectivas Assessorias Jurídicas para tratar da questão, objetivando concretizar a unificação das entidades.

Representação política

Outro ponto colocado em discussão foi o posicionamento das entidades acerca das próximas eleições, nas quais os militares pretendem envidar todos os esforços para eleger seu primeiro representante na Assembleia Legislativa. Sobre o assunto as associações definiram que o melhor caminho seria definir em consenso o nome do futuro candidato a uma vaga na AL, o qual teria o apoio das associações, que buscariam também o apoio maciço da classe militar. A decisão, porém, ficou para ser tomada em uma discussão futura.

No próximo sábado, das 09:00 às 12:00h, no programa Fala Segurança, na rádio Jornal AM 540, você saberá mais sobre o resultado dessa importante reunião ocorrida hoje. O programa terá a participação de todos os presidentes e gestores das associações, que deixaram de lado todas as vaidades em prol de um objetivo comum, o engrandecimento da classe policial e bombeiro militar.

Fonte: Associações Unidas

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

DEPUTADO FEDERAL CAPITÃO ASSUMÇÃO PROTOCOLA PEDIDO DE AUDIÊNCIA COM A MINISTRA DILMA COM O OBJETIVO DE SOLICITAR APOIO A PEC 300.

Nessa manhã, o gabinete do deputado federal Capitão Assunção protocolou um pedido de audiência com a Ministra Dilma objetivando tratar do apoio incondicional dela à aprovação da PEC 300. O encontro está para ser definido para o dia 02 de fevereiro e contará com a participação dos parlamentares componentes da frente parlamentar em defesa dos policiais e bombeiros e de um maior número possível de lideranças de todo o Brasil.

E qual será a nossa contrapartida caso a Ministra queira comprar essa nossa batalha? O apoio incondicional de todos os bombeiros e policiais do Brasil. Somos mais de 700 mil em toda a nação. temos a potencialidade de mais de 10 milhões de votos. Encamparemos a campanha da Dilma e seremos o fiel da balança na eleição presidencial de 2010. Juntos somos fortes.

Fonte: blog do Capitão Assunção