sexta-feira, 30 de abril de 2010

DEPUTADO MAJOR FÁBIO COMEMORA DISPOSIÇÃO DE TEMER EM LEVAR A PEC 300 AO PLENÁRIO.

Após apelo do Major, Temer diz que PEC 300 volta ao Plenário em duas semanas

O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), ratificou que a PEC 300 volta ao Plenário dentro de duas semanas. A informação foi confirmada após o apelo do deputado federal paraibano, Major Fábio (DEM).

A declaração de Temer foi feita durante entrevista ao programa semanal da TV Câmara, Conversa com o Presidente. “Já anunciei em Plenário e vou anunciar aqui também. Eu vou dar mais duas semanas para que se faça um acordo. Se não houver acordo, nós vamos tirar isso do nosso colo. Nós vamos colocar em Plenário”, alertou.

Temer insistiu que vai levar a PEC 300 à Plenário logo após a análise dos Projetos de reajuste dos aposentados e ficha limpa. “Eu não vou segurar a PEC 300. Eu já comuniquei aos líderes. Eu sei o quanto se angustiam os Policiais do Brasil. Compreendo a queixa. Acho mais do que justo. O indispensável é o acordo entre os vários setores. Já dei tempo suficiente para que se construa um acordo. Se não houver nos vamos levar para o Plenário”, reafirmou

Na última terça-feira (27), após um forte discurso do Major Fábio, o presidente revelou que não suportava tamanha pressão, e adiantou que o tema seria levado à discussão na próxima reunião de líderes. “Estou confiante na palavra do presidente da Câmara. Vamos concluir a votação da PEC 300. Não será uma luta fácil, mas nós estamos cada vez mais determinados”, garantiu.

Fonte: site do deputado Major Fábio

MINISTÉRIO DA SEGURANÇA NÃO É SOLUÇÃO, DIZ A PRÉ-CANDIDATA A PRESIDÊNCIA MARINA SILVA.

A pré-candidata do PV à Presidência, Marina Silva, afirmou hoje em Curitiba (PR) que a simples criação de um Ministério da Segurança não resolveria os problemas do setor e serviria apenas para inchar a máquina pública. Em sua opinião, é preciso primeiro fazer uma ampla reforma da segurança pública no Brasil. "Aí sim, tendo a visão, você estabelece o processo e cria as estruturas", disse.

Segundo a pré-candidata do PV, "pensar na estrutura antes de se fazer uma reforma, é simplesmente inchar cada vez mais a máquina pública e inchar também os problemas". A proposta de criação de um Ministério da Segurança foi feita pelo ex-governador paulista José Serra, pré-candidato do PSDB à Presidência, durante entrevista a um programa de TV na última segunda-feira.

Ouça a íntegra da entrevista no blog de Marina Silva, no endereço http://www.minhamarina.org.br/ (mvl@mvl.com.br )

Fonte: blog da Renata

MICHEL TEMER, PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, TENTA MAIS UMA VEZ EMPURRAR COM A BARRIGA A PEC 300.



Fonte: blog do Capitão Assunção

PRAZO PARA SOLICITAR OU TRANSFERIR TÍTULO DE ELEITOR TERMINA DIA 05 DE MAIO.

O prazo para os cidadãos que ainda não solicitaram o seu título de eleitor, ou que desejam transferir o domicílio, termina no dia 5 de maio. A data também é o limite para quem precisa fazer a revisão dos dados eleitorais. O primeiro turno das Eleições 2010 ocorre no dia 3 de outubro, quando acontecem as eleições gerais para presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, deputados estaduais e distritais.

Pré-atendimento virtual

Para adiantar o processo e evitar possíveis filas nos cartórios, o cidadão pode solicitar o título e atualizar seus dados cadastrais no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio do Título NET. É necessário, inicialmente, preencher o formulário virtual, com todas as informações solicitadas.

Para finalizar o procedimento é preciso que o requerente compareça a um cartório eleitoral, no prazo de cinco dias corridos, tendo em mãos os originais e as cópias dos documentos solicitados, além do número de protocolo gerado pelo pré-atendimento online. Quem não se apresentar pessoalmente no cartório, dentro do prazo determinado, terá o processo cancelado.

Os documentos exigidos são: carteira de identidade, comprovante de residência, título anterior (se for o caso) e, para os cidadãos do sexo masculino, comprovante de quitação militar.

Voto no exterior

Eleitores com domicílio no exterior são obrigados a votar ou justificar o voto nas eleições para presidente da República. Para votar fora do país, os cidadãos devem se cadastrar em uma embaixada ou consulado brasileiro ou em qualquer cartório eleitoral no Brasil.

O não cumprimento da obrigação impede a obtenção de passaporte ou identidade. O cidadão também fica impossibilitado de requerer qualquer documento perante repartições diplomáticas no exterior, entre outras restrições.

O prazo para o alistamento ou transferência de domicílio eleitoral para o exterior também se esgota no dia 5 de maio.

É necessário apresentar um documento oficial brasileiro de identificação - original ou cópia autenticada -, no qual conste o nome completo, data de nascimento, filiação, nacionalidade e naturalidade, comprovante de residência e quitação militar. No caso de transferência, o eleitor deve comprovar residência mínima de três meses no novo domicílio.

Fonte: TSE

quinta-feira, 29 de abril de 2010

APÓS DISCURSO DO MAJOR FÁBIO, TEMER DIZ QUE VAI REDISCUTIR PEC 300 COM OS LÍDERES.

Eu preciso colocar a PEC 300 em pauta. Eu não aguento mais, porque eu sei que os PMs e BMs precisam da aprovação da PEC 300

Após um forte discurso do deputado federal da Paraíba, Major Fábio (DEM), o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), disse que na primeira reunião de líderes vai submeter inclusão da PEC 300 na pauta do Plenário.

- Quero dizer a Vossa Excelência e aos companheiros da PEC 300 que na primeira reunião de líderes eu vou recolocar o tema da PEC 300. Eu não vou suportar isso nem deixar isso no meu colo. Toda vez que eu presidi a Casa, eu trouxe para o plenário aquilo que os líderes acordaram - desabafou Temer.

Em seu discurso o Major Fábio fez um apelo emocionante ao presidente da Câmara. “Espero que Vossa Excelência, com um gesto de coragem, converse com os líderes e diga: Eu preciso colocar a PEC 300 em pauta. Eu não aguento mais, porque eu sei que os PMs e BMs precisam da aprovação da PEC 300. Então, olhando em seus olhos, faço esse pedido e agradeço muito a sua atenção”, solicitou o Major Fábio sendo aplaudido intensamente nas galerias.

Fonte: site do deputado Major Fábio

BOMBEIROS DE SERGIPE ATUAM NO RIO DE JANEIRO DURANTE DESASTRES POR CONTA DAS CHUVAS.




Três militares do Corpo de Bombeiros do Estado de Sergipe (CBMSE) atuaram no Rio de Janeiro durante as fortes chuvas que recentemente atingiram o Estado, inclusive na tragédia do Morro do Bumba, em Niterói. Eles fazem parte do Grupamento de Busca e Salvamento da Força Nacional de Segurança, que reúne militares de todos os estados brasileiros.

O Grupamento foi acionado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), já que o mesmo é especializado em busca e resgate em estruturas colapsadas (comprometidas). A operação, intitulada ‘Redentor’, atuou em diversos pontos do Rio de Janeiro como Morro do Bumba, Morro do Céu, Santa Maria, Cova da Onça, entre outros.

”As nossas maiores dificuldades foram a própria chuva, o difícil acesso, além da possibilidade de novos deslizamentos”, conta o primeiro sargento Ednelson Rosa Nunes, um dos sergipanos do Grupamento. A operação durou 14 dias, de 7 a 20 de abril, e teve como resultados o resgate de 17 pessoas com vida e 28 corpos de vítimas fatais.

Segundo o sargento, várias das cenas do desastre vão ficar marcadas. “A que mais marcou a todos foi o resgate das cinco crianças com vida. Sabíamos que a qualquer momento poderia ter outro deslizamento, mas fizemos o regate de todos, graças a Deus”, lembra.

Força Nacional - A Força Nacional de Segurança Pública funciona como uma corporação de apoio aos órgãos de segurança federais e estaduais. Além do sargento Nunes, os outros dois sergipanos que também fazem parte do Grupamento de Busca e Salvamento são o primeiro tenente José Messias dos Santos e o segundo sargento Wagner Uchoa Dias.

Desde julho de 2009 os três permanecem alojados em uma chácara na cidade de Luziânia, Goiás, e fazem treinamentos em Brasília. “Nossa rotina é bastante puxada, revezando entre uma semana de curso e uma de pronto emprego, com uma escala de 24 horas de trabalho e 24 horas de descanso”, apontou o sargento Nunes.

CRIME ESCLARECIDO.

A Polícia apresentou ontem, o suspeito de ter assassinado o cabo da Polícia Militar Hélio Menezes de Andrade. O PM foi morto terça-feira passada, no bairro Piabeta, em Socorro. Segundo a Polícia, Jonatas Santos Souza, 24 anos, matou o cabo com três tiros na cabeça. O coronel Maurício Iunes informou que a intenção de Jonatas e de um comparsa era assaltar uma mercearia que fica no bairro. Como o cabo apareceu, os dois decidiram matá-lo. Este é o segundo crime contra policiais. Há oito dias, o sargento Genilson de Jesus Menezes foi morto a tiros no bairro Industrial.

Fonte: blog do jornalista Adiberto Souza

MICHEL TEMER É ACUADO POR REPÓRTER: "E A PEC 300?"

Encurralado por repórteres, Michel Temer diz claramente que tem que tirar essa proposição do seu colo e passar a responsabilidade para o colégio de líderes. Pressão nele até que se vote a PEC 300.



Fonte: blog do Capitão Assunção

EM FORTALEZA, CAMINHADA EM PROL DA PEC 300 NO DIA DO TRABALHO.

Policiais Militares, bombeiros militares e suas respectivas famílias vão aproveitar o Dia do Trabalho (01 de maio) para se manifestarem a favor da PEC 300. O subtenente Pedro Queiroz espera reunir 50 mil pessoas na caminhada de 3.5 mil Km pela capital Cearense. Devem participar da passeata várias categorias de trabalhadores.

Desde o último sábado (24) a policia do Ceará aderiu a Operação Tolerância Zero e ao movimento Policia Legal. “A operação continua por tempo indeterminado ou até que o governo converse com a categoria”, informou o subtenente.

Outro ponto debatido na caminhada é o fato de Fortaleza liderar o ranking de homicídios do país. Foram cerca de 500 só este ano. “É uma vergonha para o nosso Estado. Por isso, não vamos desistir de lutar por dignidade salarial”, afirma.

Segundo o militar para combater a violência é necessário mais respeito pela segurança pública e dar condições dignas de trabalho e de vida.

A saída da caminha será às 8h, no aterro da Praia de Iracema, em Fortaleza- CE.

Fonte: blog do Capitão Assunção

AUSÊNCIA DA PM.

O governo reuniu-se com algumas pastas para discutir políticas estadual de combate ao crack. Muito interessante, mesmo que um pouco atrasado. O que chama a atenção foi a ausência da pasta responsável por essa política, a secretaria de Justiça, além da ausência de um segmento estatal que efetivamente participa, 24 horas por dia, desse combate: a Polícia Militar. Não se entende porque a Sejuc insiste em excluir a PM das discussões de governo, onde a própria PM terá papel fundamental. Não ainda a desculpa de dizer que a PM estava representada pelo secretário da SSP, pois o superintendente da policia civil também estava lá. Será uma exclusão proposital?

Fonte: blog do jornalista Cláudio Nunes

POLICIAIS MILITARES QUEREM A INSTALAÇÃO DA COMISSÃO DE SEGURANÇA NA ASSEMBLÉIA.

A demora na indicação dos nomes para a formação da Comissão de Segurança, na Assembléia Legislativa, tem deixado os policiais militares revoltados, principalmente os gestores da Caixa beneficente e o presidente da ASSOMISE, capitão Samuel Barreto.

Os policiais afirmam que o deputado Ulices Andrade (PDT), presidente AL disse que não depende mais da mesa diretora e que está faltando apenas os lideres dos partidos, indicarem os nomes dos parlamentares que farão parte dessa comissão. Segundo informações do capitão Samuel e do sargento Vieira, a oposição já indicou os nomes dos deputados, porem o líder do governo, deputado Francisco Gualberto (PT), ainda não o fez.

Vieira disse que os policiais militares tem acompanhado as sessões realizadas na AL, porem até o momento, ninguém sabe quais os deputados que comporão a comissão. “Nós queremos que isso seja resolvido, e seria bom que a imprensa cobrasse do líder do governo o porque de até agora eles não indicarem os nomes. A oposição já indicou porem eles não”, reclamou Vieira.

Na manha desta quarta-feira, Samuel Barreto também demonstrou o seu descontentamento e sugeriu que a imprensa entrevistasse o deputado Gualberto, para saber o porque não foi indicado os nomes dos deputados da situação. “A quem interessa essa demora?, a deputada Ana Lucia já se posicionou favorável, mas o deputado Gualberto não diz nada”, disse Samuel.

Para Samuel, a criação da Comissão de Segurança irá ajudar a resolver problemas como a falta de policiais no interior. Ele citou o fato de, no ultimo final de semana, ser escalado centenas de policiais para as festas, enquanto no interior do estado, na maioria das cidades, apenas um policial faz a segurança. “Claro que é necessário que se faça segurança nessas festas, mas não é possivel deixar o interior sem segurança. A partir do momento que essa Comissão estiver formada, poderemos discutir um novo modelo de segurança para o interior e para a capital”, defendeu Samuel.

Samuel disse ainda que, “a partir do momento em que o bandido passa a não temer a policia, então o cidadão fica desprotegido”, explicou ele, lamentando que em apenas oito dias dois policias militares foram assassinados e um terceiro encontra-se internado, também baleado.

Fonte: Faxaju (Munir Darrage)

quarta-feira, 28 de abril de 2010

CORPO DO CABO DA PM É ENTERRADO.

Assista a matéria exibida no telejornal SE Notícias 2ª edição da TV Sergipe, que mostra o velório do Cb. Hélio Menezes Andrade, bem como, relata como ocorreu a morte do mesmo e a captura do autor deste bárbaro homicídio.

Clique no link abaixo e confira a reportagem:
http://emsergipe.globo.com/multimidia/?id=37061

CB. HÉLIO MENEZES ANDRADE É SEPULTADO.

No final da tarde de hoje foi sepultado o corpo do companheiro policial militar Cb. Hélio Menezes Andrade no Cemitério Colina da Saudade.

Durante todo o dia diversos companheiros de farda, além de familiares e amigos puderam dar seu último adeus ao Cb. Hélio, o qual era muito querido por seus colegas militares que estavam consternados com todo o ocorrido.

Sabemos que a dor é grande mas sempre teremos em nossas lembranças o jeito brincalhão, porém responsável do Cb. Hélio, que sempre cultivou amizades dentro da corporação.

POLÍCIA PRENDE ACUSADO DE ASSASSINAR POLICIAL MILITAR NA PIABETA.

Acusado de matar o policial militar se identificou como "Jonathan" (Foto: Divulgação (PM/SE))

A arma do policial assassinado foi encontrada com o suspeito (Foto: Sérgio Ferreira)

A polícia sergipana prendeu um homem acusado de estar envolvido com o homicídio do cabo Hélio Menezes de Andrade, que tentou impedir um assalto no povoado Piabeta, em Nossa Senhora do Socorro, na noite desta terça-feira, dia 27. O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) foi acionado por populares e foi iniciada uma perseguição ao acusado.

Por volta das 2h da madrugada, a polícia recebeu uma informação de que o suspeito estaria em uma fazenda de camarões, na Piabeta.

Os policiais deslocaram equipes da Companhia da Radiopatrulha e do 5º Batalhão da PM para realizar diligências. Por volta das 2h da madrugada, o suspeito foi preso.

Pouco depois, já às 5h, os policiais encontraram, perto do local da prisão, o revólver do militar, que possivelmente estava cautelado, pois é de propriedade da PM.

De acordo com o coronel Maurício Iunes, comandante do policiamento militar da capital, o acusado foi recolhido à carceragem do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Vários depoimentos estão sendo prestados no Departamento. A polícia procura agora a arma que foi utilizada no crime.

O secretário João Eloy se pronunciou sobre a morte do militar, lamentando mais uma vez que um policial tenha morrido em confronto. Ele determinou empenho nas investigações, tanto do caso do cabo Hélio, como também do sargento Genilson de Jesus Menezes, morte a tiros no bairro Industrial há oito dias.

Fonte: Atalaia Agora

ATENÇÃO COMPANHEIROS MILITARES PARA O LOCAL DO VELÓRIO E SEPULTAMENTO DO COMPANHEIRO CB. HÉLIO MENEZES ANDRADE.

A ABSMSE comunica a todos os companheiros militares que o velório do companheiro Cb. HÉLIO MENEZES ANDRADE, está sendo realizado no Cemitério Colina da Saudade, situado na Rua Hortência Carvalho Sobral, nº 33, Conjunto Santa Lúcia, Bairro Jabotina, onde o mesmo também será sepuldado às 16 h.

Colegas Militares, vamos mostrar solidariedade e companheirismo, comparecendo ao velório e sepultamento do nosso colega de farda.

A família agradece a todos que comparecerem.

MORRE MAIS UM POLICIAL MILITAR. CADÊ AS ENTIDADES DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS AGORA?

Em exatamente oito dias, dois policiais militares foram motos e um baleado que encontra-se internado no HUSE, vítimas das ações de marginais. A corporação policial militar está em luto.

Uma reflexão vem à nossa mente. Onde estão as entidades de defesa dos direitos humanos que defendem sempre a integridade dos criminosos, o que é de direito, que não se manifestam também quando morre um policial ou cidadão de bem vítima destes meliantes? Será que irão aos órgãos de imprensa para defender os militares mortos? Será que prestarão solidariedade aos familiares e amigos dos policiais abatidos covardemente?

Existe um ditado que diz o seguinte: "quando o cidadão está num momento de aflição, clama por Deus e chama a polícia. Passado esse momento, o cidadão esquece de Deus e hostiliza a polícia".

Sabemos que na corporação militar existe o bom e o mal policial, como em qualquer outra profissão, mas com certeza a imensa maioria é composta por policiais militares que honram as fardas que vestem e se sacrificam, até mesmo com suas próprias vidas, em prol da sociedade.

É preciso que esta mesma sociedade, governo, políticos, enfim, todos, abram os olhos para a situação que está ocorrendo no Estado de Sergipe, pois muitos policiais estão sendo mortos em curto espaço de tempo, sem que providências sejam tomadas. Se os criminosos perderem o medo da polícia, certamente entraremos em um casos, pois avalie nós, meros cidadãos, o que iremos passar.

Por exemplo, cadê a implementação da Comissão de Segurança Pública da Assembléia Legislativa do Estado de Sergipe? Certamente se estivesse implementada seria de grande valia para discutir as questões relativas à segurança pública do Estado de Sergipe e até mesmo para discutir o porquê de tanta morte de policiais em tão curto espaço de tempo.

LEGISLAÇÃO ULTRAPASSADA

Outro fato que nos chama a atenção, é a legislação militar extremamente arcaica, originária ainda da ditadura, que prejudica em muito a classe militar.

Enquanto os Códigos Penal e Processo Penal passaram por mudanças, os Códigos Penal Militar e Processo Penal Militar perduram até hoje sem qualquer alteração.

Em congresso de Direito Penal Militar realizado o ano passado na Cidade de João Pessoa/PB, Juízes e Promotores Militares concordaram que os Códigos Penal Militar e Processo Penal Militar devem urgentemente passar por reformas para se adequarem aos dias atuais, principalmente porque agora vivemos em uma democracia e não em um regime ditatorial militar, porém, tais mudanças dependem dos nossos senadores e deputados federais. Então, com a palavras estes legisladores para que procurem urgentemente apresentarem projetos para mudanças nos citados códigos castrenses oriundos da ditadura militar.

Texto escrito pelo Dr. Márlio Damasceno, advogado da ABSMSE (Caixa Beneficente)

FAMÍLIA DE POLICIAL ASSASSINADO CLAMA POR JUSTIÇA.

Homem confessou participação no crime e está detido na Delegacia de Homicídios

Irmã diz que espera justiça

A família do cabo da Polícia Militar de Sergipe que foi assassinado com três tiros, na noite de terça-feira, 27, no bairro Piabeta, está inconformada e pede Justiça. "Meu irmão deixa três filhos menores e um vazio imenso nas nossas vidas", desabafou Sueli de Andrade Brito, irmã do policial Hélio Menezes, 52 anos.

Sueli compareceu ao Instituto Médico Legal, na manhã dessa quarta-feira, 28, onde realizou a liberação para sepultamento e de acordo com ela, antes de ser assassinado, Hélio estava em um consultório médico com a esposa. “Ele recebeu uma ligação de uma mulher chamada Janine que pediu para ele levá-la nesse bairro, chegando lá ele foi assassinado, ela é testemunha ocular desse crime”, relatou.

Muita abalada, Sueli relembrou os últimos momentos ao lado do irmão. “Nós conversamos muitos, ele era mais que um irmão, era meu melhor amigo. Nunca pensei que fosse vê-lo morto, caído numa poça de sangue. Quero justiça, quero olhar na cara dessa pessoa que fez isso com meu irmão”, desabafou inconformada a irmã do policial.

Acusado

Sargento Reinaldo diz que suspeito confessou participação no crime

Ainda na noite de terça-feira, 27, policiais da Radiopatrulha conseguiram prender um homem suspeito de ter praticado o crime. Identificado como ‘Jonathan’, o homem confessou na manhã dessa quarta-feira, 28, ter participado do crime.

“Ele informou que teve participação, mas outra pessoa teria sido o autor dos disparos. Mas acontece que ele entra em contradição o tempo todo”, explicou o sargento Reinaldo, que participou da prisão.

Ainda segundo o sargento, informações passadas por testemunhas dão conta de que o assassino era alto, branco e que estava trajando bermudão e camisa vermelha. “As descrições passadas por testemunhas coincidem com as discrições do acusado”, revelou o sargento.

De acordo com policiais da Rádio Patrulha, ao ser preso, nas proximidades de um viveiro de camarão, também no bairro Piabeta, o acusado se identificou como Fabiano Santos Souza, mas durante o depoimento a polícia descobriu que o seu nome verdadeiro é Jonathan, e que ele tem passagem pela polícia, acusado de homicídio.

Ainda de acordo com os policiais, o local em que o acusado foi preso é bastante escuro e a polícia foi obrigada a voltar ao lugar, duas horas após a prisão. “Quando voltamos, conseguimos encontrar a arma do cabo que ele havia roubado, mas até o momento não encontramos a arma do crime”, relatou Sargento Reinaldo.

Nesse momento, policiais estão no bairro Piabeta, próximo ao local do crime e o local da prisão do acusado, realizando uma buscas para encontrar a arma.

Fonte: Infonet

CABO DA PM É ASSASSINADO NA PIABETA.

O cabo da Polícia Militar, Hélio Menezes Andrade, 53 anos, foi assassinado na noite desta terça-feira (27), no povoado Piabeta, localizado no município de Nossa Senhora do Socorro, distante 13 quilômetros de Aracaju. O policial foi alvejado com três tiros.

De acordo com populares, o crime aconteceu, por volta das 19h, quando o policial chegava à uma panificação. Um homem alto e branco se aproximou do cabo sem dizer nada e fez os disparos.

De acordo com o policiais da Rádio Patrulha, o suspeito de ter assassinado o cabo Hélio foi preso na madrugada desta quarta-feira (28). O vendedor de pescado, Fabiano Santos Souza, de 25 anos, foi preso por volta das 12h, em uma criação de camarão, na Piabeta. "Conseguimos prender o acusado através de informações passadas por populares. Ele usava blusa vermelha e bermuda e a roupa ainda tinha marcas de sangue. A arma do cabo foi encontrada cinco metros do local da abordagem, com três munições", informou o policial.

O acusado foi encaminhado a Delegacia de Homicídios. Ele informou que reside no Parque dos Faróis e os pais no Bugio. Fabiano Santos Souza já tem passagem pela polícia. O motivo do crime ainda não foi divulgado.

O corpo do cabo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). O enterro do corpo do cabo Hélio Menezes será nesta quarta-feira em hora a ser definida.

Em menos de uma semana, dois policiais militares foram assassinados e mais um que se encontra internado no hospital de Urgência.

Fonte: Jornal da Cidade

MAIS UM CABO DA POLÍCIA MILITAR É ASSASSINADO.

Crime ocorreu no bairro Piabeta, em Nossa Senhora do Socorro

Mais um militar foi assassinado em Sergipe. O crime ocorreu na noite desta terça-feira, 27, no bairro Piabeta, em Nossa Senhora do Socorro. O cabo da Polícia Militar, Hélio Menezes de Andrade, foi alvejado por volta das 21h.

O assassinato ocorreu quando o militar estava em uma padaria do bairro e foi abordado por um homem que se aproximou dele e disparou três tiros em sua cabeça.

Após executar o cabo da PM, o assassino fugiu com a arma da vítima.

Fonte: Emsergipe.com

POLICIAL É ASSASSINADO NA PIABETA.

Na noite de ontem (27) um cabo da Polícia Militar, foi assassinado no povoado Piabeta, localizado no município de Nossa Senhora do Socorro. Hélio Menezes Andrade, de 53 anos foi alvejado com três tiros e morreu no local.

Segundo informações, o policial estava em um bar e depois foi à uma panificação, neste instante foi morto por um homem alto e branco.

Prisão - De acordo com o policiais do Capitão Vitor, o suspeito de ter assassinado o cabo Hélio foi preso na madrugada desta quarta-feira (28). Com ele, os policiais encontraram a arma do cabo, com três munições.
Neste momento, o acusado presta depoimento na Delegacia de Homicídios.

Fonte: Atalaia Agora

MAIS UM POLICIAL É ASSASSINADO.

A Polícia Militar prendeu, por volta de 1 hora desta quarta-feira, dia 28, um homem suspeito de ter assassinado, na noite da última terça-feira, dia 27, por volta das 21 horas, o cabo PM, Hélio Menezes Andrade. O crime aconteceu em uma panificação, no bairro Piabeta.

Segundo informações da PM, o cabo foi morto após tentar impedir um assalto. Houve a luta corporal, o elemento efetuou três disparos contra o militar, roubou a sua arma e fugiu.

Após diligências na Piabeta, a PM chegou ao suspeito numa região conhecida como viveiros. O homem, que se encontra preso na Delegacia de Homicídios para ser investigado pela Polícia Civil, foi preso por trajar a mesma roupa de cor vermelha que foi descrita por um vigia à polícia.

Uma arma encontrada no mesmo local onde a prisão foi efetuada está dando a PM a certeza de que prendeu o homem que tirou a vida do cabo Hélio. "É a arma niquelada que foi tirada do cabo. Encontramos no mesmo local onde o elemento foi preso, quando disse que estava pescando, mas tinha marcas de lesão corporal nas costas, possivelmente da luta corporal com o cabo, e sangue na roupa", disse um dos militares.

Fonte: Universo Político

MAIS UM POLICIAL É ASSASSINADO EM SERGIPE.

A onda de violência tem tomado conta do estado de Sergipe e os bandidos não tem poupado nem mesmo os policiais militares.

Na noite desta terça-feira (28), por volta das 21 horas, o cabo PM, Hélio Menezes Andrade, se encontrava em uma panificação na Piabeta, quando de repente apareceu um homem branco e alto e sem dizer nada, disparou três tiros na cabeça do militar.
A frieza do assassino chamou a atenção dos presentes. Após disparar os 3 tiros na cabeça do cabo PM, o assassino ainda levou a arma do militar.

Em menos de uma semana, dois policiais militares foram assassinados e mais um que se encontra internado no hospital de Urgência.

Prisão

De acordo com informações passadas por policiais da Radiopatrulha, o suspeito de ter assassinado o cabo Hélio foi preso na madrugada de hoje. A informação é que o homem identificado como Fabiano Santos Souza foi encontrado com a arma do cabo. As informações foram confirmadas pelo sargento Reinaldo da Radiopatrulha.

O suspeito foi encaminhado a Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

O enterro do corpo do cabo Hélio Menezes será nesta quarta-feira em hora a ser definida.

Fonte: Faxaju

LUTO: PM É ASSASSINADO COM VÁRIOS TIROS.

O crime aconteceu na noite da última terça-feira, 27. Na manhã desta quarta-feira, 28, policiais da Radiopatrulha prenderam um homem suspeito de ter cometido o crime

Mais um crime contra um Policial Militar em apenas oito dias. A vítima, um cabo da PM identificado como Hélio Menezes. A informação do Instituto Médico Legal (IML) é que o assassinato aconteceu na noite da última terça-feira, 27, no povoado Piabeta, localizada no município de Nossa Senhora do Socorro.

De acordo com informações dos peritos do IML, o cabo foi alvejado com três tiros na cabeça. Segundo informações de testemunhas, o cabo tinha acabado de chegar à panificação por volta das 19h quando um homem teria se aproximado e disparado os tiros. Quem estava no momento do crime afirma que o cabo não teve tempo de defesa e morreu no local. O corpo do policial permanece no IML, onde aguarda liberação para o sepultamento.

Há oito dias um sargento da PM foi assassinado e um cabo foi ferido por um bandido. O crime aconteceu no dia 20 no bairro industrial. O sargento Genilson de Jesus Menezes, de 45 anos, morreu no local e o cabo Valtênison permanece internado no Hospital de Urgência e Emergência de Sergipe (Huse).

Prisão

De acordo com policiais da Radiopatrulha o suspeito de ter assassinado o cabo Hélio foi preso na madrugada desta quarta-feira, 28. A informação da polícia é que o homem identificado como Fabiano Santos Souza foi encontrado com a arma do cabo. Todas as informações foram confirmadas pelo sargento Reinaldo da Radiopatrulha.

O suspeito foi encaminhado a Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Fonte: Infonet

terça-feira, 27 de abril de 2010

AOS MILICIANOS EM GERAL: MUITO CUIDADO COM ESTA ARMA!!!

FAMAE MT.40 COM DEFEITO



Prestem bem atenção no vídeo e veja que ele está com o dedo fora do gatilho.

FATO OCORRIDO NA PMDF - 25/04/2010

Por volta das 23 horas ..... na cidade do Paranoá – DF ..... durante o serviço normal ..... um policial da ROTAM ..... foi vítima de uma tragédia ..... uma catástrofe ..... um acidente ..... que provavelmente ..... foi falha mecânica ..... um policial experiente ..... oriundo de GTOP ..... acostumado com este tipo de situação ...... acostumado com este tipo de armamento ..... inclusive ..... policial com o curso de GIRALD ..... . A guarnição ..... estava averiguando uma “denúncia” de armas ..... durante uma busca residencial a procura destas armas ..... disparos ..... o policial foi alvejado pela própria arma ..... uma MT .40 ..... três disparos ..... tíbia, tornozelo e “peito do pé” ..... o soldado..... foi socorrido pelos policiais da ROTAM ..... com o apoio do GTOP 50 ..... ao hospital do Paranoá.

FIQUEM SEMPRE ATENTOS!!! MUITO CUIDADO AO MANUSEÁ-LA.

Fonte: Blog da Renata - Sgt. Wellington/Colaborador

segunda-feira, 26 de abril de 2010

SECRETÁRIO-ADJUNTO É HOMENAGEADO EM SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES DE PORTO DA FOLHA.


Na última sexta-feira, 23, a Câmara de vereadores da cidade de Porto da Folha, distante 190 km da capital Aracaju, homenageou em sessão solene o secretário-adjunto da Secretária de Segurança Pública de Sergipe, coronel Aelson Rezende Rocha, por serviços prestados a segurança do povo sergipano. A solenidade contou com a presença de familiares do homenageado e autoridades.

O superintendente da Polícia Civil, delegado João Batista Santos Júnior, representou governador Marcelo Déda e o secretário de segurança pública João Eloy de Menezes. A plenária foi utilizada por parentes, amigos, vereadores, militares e líderes sindicais para homenagear o coronel Rezende que é natural do município.

Na oportunidade, o presidente da Associação dos Oficiais de Sergipe, capitão Samuel, falou sobre a trajetória de formação de um militar e a importância da qualificação dos profissionais de segurança pública e da não politização do cargo de secretário da Segurança Pública.

Muito emocionado, o secretário-adjunto Rezende agradeceu a presença de todos e reconheceu os esforços feitos para homenageá-lo. “Faço questão de falar os nomes de todos aqui presentes e dizer que essa homenagem é estendida para toda minha família e cidadãos Buraqueiros” finalizou Rezende.

PM DA BAHIA ABRE CONCURSO.

A Polícia Militar do Estado da Bahia lançou edital para preenchimento de 120 vagas para o Curso de Formação de Oficiais/2010 (CFOPM/2010). Serão 108 vagas destinadas a candidatos do sexo masculino e 12 para o sexo feminino.

O concurso será constituído de cinco etapas: exame de conhecimentos, avaliação psicológica, exame médico-odontológico, teste de aptidão física e investigação social.

Os interessados em prestar o referido concurso deverão efetuar a inscrição através dos sites http://www.vestibular.uneb.br ou http://www.consultec.com.br. O edital completo está publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia, datado de 31 de março de 2010, masa pode ser acessado clicando aqui.

Conforme informações do edital, o candidato civil deve ter idade entre 18 e 30 anos. Já para os policiais e bombeiros militares, não há limite de idade previsto para a realização do concurso.

Fonte: Jornal da Cidade

VÍDEO: "SABE QUEM SOU EU?", DIZ DESEMBARGADORA AO DAR CARTEIRADA.

Para tentar evitar a apreensão de um veículo conduzido pelo filho, uma desembargadora do Tribunal de Justiça de Santa Catarina tentou dar uma carteirada durante uma blitz, na última quinta-feira, em Florianópolis.

Segundo um dos policiais, que registrou a discussão em vídeo com um celular, logo após ser parado numa blitz e ter sido informado que o carro, um Celta, seria apreendido por estar com multas vencidas, o filho da desembargadora do TJ, Rejane Andersen, teria ligado para a mãe.

Rejane chegou 15 minutos depois e, de acordo com a PM, teria interferido para que o carro não fosse apreendido.

"O senhor sabe quem eu sou?", questiona a desembargadora para um dos PMs. "Não", responde um policial. "Não sabe? Sou desembargadora do Tribunal de Justiça". "Que bom. A senhora deveria dar um exemplo melhor", diz o policial.

De acordo com informações da PM, as multas do carro foram pagas um dia depois e o carro liberado. Em nota enviada ao jornal "Folha de S. Paulo", a AMC (Associação dos Magistrados Catarinenses), entidade que representa os juízes e desembargadores de Santa Catarina, defendeu a desembargadora e informou que o vídeo omite as provocações e ameaças feitas pelos policiais militares.

"Não houve abuso de autoridade por parte da magistrada. O que houve foi a exigência, por parte da desembargadora, de respeito a sua condição de magistrada e cidadã", diz a nota.

Assista o vídeo abaixo:



Fonte: blog da Renata

PEC PREVÊ INICITIVA POPULAR PARA REVOGAR LEIS E DESTITUIR ELEITOS.

Rollemberg: cidadão deve ter direito de eleger e destituir seus representantes.

Está em tramitação na Câmara a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 477/10, do deputado Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), que dá ao cidadão a possibilidade de pedir a revogação de leis aprovadas nos oito anos anteriores e demandar a realização de plebiscito para decretar a perda de mandato de prefeito, senador e governador. Os pedidos deverão ser subscritos por um percentual mínimo do eleitorado nacional, dependendo do caso.

A PEC cria três instrumentos para que o eleitor possa pleitear a anulação de decisões tomadas nas urnas ou por seus eleitos: a petição revogatória; a petição destituinte; e o plebiscito destituinte.

As petições deverão ser protocoladas no Supremo Tribunal Federal (STF), que será responsável por avaliar a admissibilidade do pedido. Caso seja admitida a petição, não cabe recurso: a lei questionada será revogada ou será realizado plebiscito para destituição do mandato.

Instrumentos

A petição revogatória poderá ser usada para revogar leis, emendas constitucionais e decretos do Poder Executivo que o cidadão considere exorbitar o poder de legislar. O pedido deverá ser subscrito por, no mínimo, 2% do eleitorado nacional, distribuído por pelo menos cinco estados, com não menos de 3% dos eleitores de cada um deles.

A petição destituinte será o instrumento usado para decretar a perda de mandato da autoridade que tenha praticado improbidade administrativa, má gestão e desvio de recursos públicos ou atos incompatíveis com o exercício da função pública. A petição deverá ser subscrita por, no mínimo, 10% dos eleitores do estado ou município do representante questionado.

Admitida a petição destituinte pelo STF, o plebiscito deverá ser realizado em até 60 dias. Será necessária a manifestação da maioria absoluta dos votos válidos. No caso de o plebiscito indicar a perda de mandato, o substituto assumirá no prazo de 48 horas após o anúncio do resultado oficial.

Aperfeiçoamento

O autor do projeto considera que a aplicação do voto destituinte cria a possibilidade do exercício da democracia direta. "O cidadão deve ter o direito de eleger e destituir seus representantes", afirma Rodrigo Rollemberg.

O parlamentar lembra que a revogação de mandatos de autoridades eleitas democraticamente já é possível em países como Equador, Venezuela e Bolívia. Além disso, algumas constituições europeias, como a da Suíça, possibilitam a participação popular tanto na aceitação das leis quanto na revogação das decisões.

Rollemberg também cita os Estados Unidos, onde existe a possibilidade do "recall" para destituir autoridades em nível estadual ou municipal, inclusive juízes e promotores públicos, antes do término do mandato em curso.

Tramitação

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) vai analisar a admissibilidade da proposta. Se for aprovada, a PEC seguirá para uma comissão especial e, posteriormente, será votada pelo Plenário em dois turnos.

Fonte: Agência Câmara

BOLETO VENCIDO PODERÁ PASSAR A SER PAGO EM QUALQUER BANCO.

Boletos bancários vencidos poderão passar a ser pagos em qualquer banco e não apenas no banco emissor do documento. Projeto de lei com essa finalidade, de autoria do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) está pronto para entrar em votação na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA). A proposta já foi aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e, depois do exame na CMA, segue para decisão terminativa na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE)

O projeto (PLS 138/09) também determina que, na hipótese de o pagamento ser realizado com atraso, a multa e os juros devidos pelo consumidor serão calculados pela agência bancária responsável pelo pagamento. A medida vai alterar a lei que dispõe sobre a atuação das câmaras e dos prestadores de serviços de compensação e de liquidação, no âmbito do sistema de pagamentos brasileiro (Lei 10.214/01).

Antônio Carlos Valadares destacou, ao justificar a proposição, que a intenção é evitar que o consumidor se desloque à agência do banco emissor do boleto bancário para pagar o título após a data de vencimento.

Para o autor da matéria, a medida tem viabilidade, uma vez que o sistema de pagamentos adotado no Brasil permite a integração entre as instituições financeiras e possibilita a cada uma delas, com base nas informações constantes no documento, fazer o cálculo do valor total a ser pago pelo consumidor. Instituições financeiras que descumprirem a determinação, prevê ainda o projeto de lei, ficarão sujeitas a sanções legais.

O relator na CMA, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), apresentou voto favorável à matéria. Em seu parecer, ele observou que "o projeto vai poupar o consumidor do deslocamento até uma agência do banco emissor do boleto, das enormes filas e do consequente desperdício de tempo, no caso de pagamento após a data de vencimento do título".

Fonte: Agência Senado

GOVERNO PLANEJA SOLTAR 20% DOS PRESOS DO PAÍS.

Projeto prevê que 80 mil detentos fiquem sob vigilância eletrônica

Para fazer frente à superlotação das prisões brasileiras, projeto do Ministério da Justiça propõe que os detentos menos perigosos saiam das cadeias e passem a ser monitorados eletronicamente. A medida pode mandar para as ruas 80 mil presos, cerca de 20% da população carcerária do país. Teriam direito ao benefício presos que ainda aguardam julgamento por crimes que não colocaram em risco a vida e a integridade física de ninguém: em vez de mantidos nas celas, eles usariam pulseiras ou tornozeleiras que permitem localizálos permanentemente. A proposta de vigilância eletrônica, debatida no congresso da ONU sobre prevenção ao crime, formou uma espécie de consenso no governo de que esta é praticamente a única saída diante das condições críticas das prisões brasileiras. Dados oficiais mostram que o número de detentos aumenta 7,3% ao ano e que o déficit de vagas já chega a 180 mil.

Fonte: O Globo

domingo, 25 de abril de 2010

AVISO AOS COMPANHEIROS MILITARES QUE DESEJAREM COMPARECER À MISSA DE 7º DIA DO SGT. GENILSON DE JESUS MENEZES.

Avisamos aos companheiros que desejarem participar da missa de 7º dia em sufrágio da alma do Sgt. Genilson de Jesus Menezes, que a mesma será realizada na próxima segunda-feira, dia 26, às 19 h, na Capela de Santo Expedito, situadada na Rua 130, nº 10, Conjunto Albano Franco, no Município de Nossa Senhora do Socorro/SE.

Desde já a família agradece a todos que comparecerem .

GOVERNADOR DO MATO GROSSO DEFENDE EQUIPARAÇÃO DO SALÁRIO DAS POLÍCIAS.

O governador Silval Barbosa declarou que apoia a Emenda Constitucional (PEC 300) que propõe equiparar o piso das polícias militares e bombeiros militares de todas as unidades da federação com os praticados hoje pelo Distrito Federal. A confirmação foi feita pelo secretário-chefe da Casa Civil, Eder Moraes.

No entanto, assim como os demais Estados, Moraes informou que Silval cobra a contrapartida da União, tendo em vista que atualmente Mato Grosso tem uma folha de pagamento desses servidores de R$ 700 milhões/ano, o que giraria em torno de R$ 2 bilhões. Amanhã, dia 23, terá um manifesto nacional sobre o assunto.

Fonte: O Documento

OS CAMINHOS CONTRA O CRIME.

Vínculo entre desigualdade e criminalidade é direto. Estudo mostra ainda que jovens são mais afetados pela diferença social

Um retrato perverso. Cento e dezessete brasileiros são assassinados por dia no País. Em dez anos, entre 1997 e 2007, 512,2 mil assassinatos. No ranking da violência, o País amarga a sexta posição, entre 91 pesquisados, perdendo apenas para El Salvador, Colômbia, Guatemala, Ilhas Virgens e Venezuela. Os dados fazem parte do mais recente Mapa da Violência – estudo elaborado pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz e único sobre o tema a abranger todos os Estados do País.

"Esses números são realmente surpreendentes até para nós que estudamos a violência. Porque é totalmente diferente do que se ouve falar do Brasil: um País pacífico, alegre, acolhedor", afirma Tião Santos, coordenador de projetos de segurança pública e juventude do Viva Rio. Exemplos em cidades fora do País e aqui mostram que é possível reverter, ou melhorar, este quadro. O caminho, dizem os especialistas, investimento na polícia e na qualidade de vida das pessoas.

Melhor qualidade de vida

Para Santos, a prioridade é trabalhar com políticas que deem fim ao abismo que separa pobres e ricos no País. “Embora tenha melhorado nos últimos anos, existe uma extrema desigualdade entre as classes sociais mais ricas e mais pobres no País”.

Dados divulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU) neste ano mostram que cinco cidades brasileiras estão em as 20 mais desiguais do mundo. São elas: Goiânia (10.º lugar), Belo Horizonte (13.º), Fortaleza (13.º), Brasília (16.º) e Curitiba (17.º). Na América Latina, o Brasil, segundo estudo da ONU, é o país com maior distância social. O Rio, na 28.ª posição, e São Paulo, na 39.ª, também são cidades com alto índice de desigualdade, de acordo com o relatório.

O mexicano Eduardo Lopez Moreno, que coordenou o relatório que analisou 138 cidades em 63 países, também destaca que o vínculo entre desigualdade e criminalidade é direto. Diz ele: “cidade mais desigual gera muito mais problemas sociais. Estatisticamente, existe o vínculo”.

O Mapa da Violência é um exemplo. O estudo organizado pelo professor Waiselfisz, em comparações de diferentes índices, mostra que mais do que a pobreza absoluta ou generalizada, é a pobreza convivendo com a riqueza que teria maior poder de determinar altos níveis de homicídio em uma região.

Segundo o estudo, quase 48% da variação dos índices de homicídio total é explicado pela variação dos índices de concentração de renda. Mais ainda, diferentemente do que acontece com o indicador de pobreza, o referente à concentração da renda explica melhor os homicídios juvenis (50,7%). Em outras palavras, os jovens seriam mais afetados pelos diversos efeitos e manifestações da concentração de renda.

Parceria

Para Tião, os governos estaduais, municipais e federal precisam atuar juntos. "Trabalhar em conjunto. Não se trata mais da velha questão do Estado e da polícia. As pesquisas mostram que a segurança pública é o segundo tema mais importantes para os brasileiros hoje. Então se os municípios e os outros entes da federação aprenderem a trabalhar de maneira conjunta, eu acho que a gente tem muita chance de minimizar esse problema e diminuir esses índices".

O trabalho em conjunto também é citado pelo ex-secretario de Defesa Social de Pernambuco Servilho Paiva como modelo para começar a reverter os índices de homicídios que colocaram por vários anos o Estado e Recife no topo do ranking da violência no País. "Estamos no início de uma grande caminhada. A questão da violência não é apenas um problema da polícia”.

Investigar e prender

Já o delegado responsável pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, Marco Antonio Desgualdo, defende que a atuação marcante das polícias é um forte inibidor da criminalidade.

Para Desgualdo, é preciso investimento no trabalho das polícias cientificas e na investigação de crimes, além da presença ostensiva dos policiais nas cidades. "Para combater os crimes precisamos de lógica, ciência e legislação, com fortalecimento da investigação. Mas não basta só esclarecer, tem que prender. Tem que ser preso na frente de todo mundo, algemado. Assim, é desmoralizado. A partir do momento que melhora investigação, a população sente a presença da polícia. O bandido já não olha com olhar arrogante e sorriso irônico, como se olhasse pra testemunha: 'ah, você sabe que fui eu? vai falar pra ver o que te acontece'. Ele sabe que vai ser preso".

Fonte: Ig/Último Segundo (Daniel Torres)

SER POLICIAL MILITAR É PERIGOSO. NEM ANJO DA GUARDA AGUENTA.


Fonte: humortadela

SOLDADO DA FORÇA NACIONAL MORRE E TRÊS PASSAM MAL EM ATIVIDADE FÍSICA EM MATO GROSSO.

Dois policiais militares em uma bombeira também passaram mal em Cuiabá. Inquérito policial foi instaurado para apurar o ocorrido neste sábado (24).

O soldado da Força Nacional da Polícia Militar de Alagoas Abinoão Soares de Oliveira morreu após uma atividade física realizada, na manhã deste sábado (24), em um clube de golf na Estrada do Lago Manso, em Cuiabá. Outros dois policiais militares e uma bombeira passaram mal e foram socorridos no local e levados de helicóptero para o Pronto Socorro Municipal da capital matogrossense, onde permanecem internados. Os três não correm risco de morrer.

Segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), os quatro participavam do curso de Tripulante Operação Multimissão, que visa capacitar profissionais da segurança pública para atuar em aeronaves de resgate, busca e salvamento, combate a incêndio e ocorrências policiais.

Foram instaurados um inquérito civil e outro militar para apurar as causas do acidente. Diógenes Curado Filho, secretário da Sejusp, disse que o curso foi suspenso e todas as medidas administrativas já foram tomadas. O curso tem duração de dois meses e meio e começou na quarta feira (21) com 25 policiais militares, civis e bombeiros participantes.

Solicitamos um delegado especial da Polícia Judiciária Civil para medidas processuais de inquérito imediato e vamos apurar tudo que aconteceu. O curso estava sendo ministrado por profissionais capacitados.

Curado informou ainda que o curso é formatado por órgãos federais e é procurado por servidores de segurança pública de outros estados. É um curso necessário para o profisional que exerce ação de tripulante operacional.

De acordo com Alexandre Bustamante dos Santos, secretário-adjunto da Sejusp, o corpo do soldado morto será levado para Alagoas, ainda neste sábado, em uma aeronave da Polícia Federal.

Fonte: Faxaju

DETRAN REALIZA BLITZES PREVENTIVAS.

Blitzes, promovidos pelo Detran, CPTran, Getam e CPRV, ocorrem neste sábado e domingo

Atenção condutores! Neste sábado, 24, e domingo, 25, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran) em parceria com o Grupamento Especial Tático Motorizado (Getam) e a Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRV) realizará blitzes em diversos pontos da cidade.

A atividade será realizada em vista da preocupação dos órgãos com relação aos altos índices de acidentes de trânsito. “Só no último final de semana tivemos 11 mortes no trânsito. É um dado bastante preocupante e por isso resolvemos intensificar a fiscalização. Serão três dias de bastante trabalho para verificar documentos, condições de trafegabilidade dos veículos e a condição dos condutores, com o uso do bafômetro”, explica o diretor presidente do Detran, Francisco Dantas.

Fonte: Emsergipe.com

CAPATAZES DO GOVERNO SÃO DENUNCIADOS POR MAJOR FÁBIO.

Deputado Major Fábio denuncia os parlamentares Cândido Vaccarezza, José Genuíno e Fernando ferro por se venderem ao governo federal e estarem impedindo a votação da PEC 300 a mando de Lula. A resposta virá nas urnas.



Fonte: blog do Capitão Assunção

sábado, 24 de abril de 2010

NOVO PRESIDENTE DO STF DEFENDE COOPERAÇÃO ENTRE PAÍSES CONTRA CRIME ORGANIZADO.

O novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Antônio Cezar Peluso, assumiu o cargo defendendo a cooperação internacional no combate ao crime organizado. Para Peluso, o Brasil, como interlocutor privilegiado no cenário mundial, deveria liderar esse processo.

Peluso destacou a necessidade de se criar no Brasil uma universidade internacional especialmente voltada para os estudos sobre combate ao crime organizado. A universidade, de acordo com o presidente do STF, seria coordenada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

A implantação de uma universidade internacional voltada para o combate ao crime chegou a ser discutida durante a Cúpula do Milênio, realizada em Nova York, em 2000, e na Cúpula de Salvador, em outubro de 2008.

Peluso disse que para se combater hoje o crime organizado é necessário uma cooperação entre os países e a universidade teria esse poder de articulação. “A realidade exige a busca de soluções inteligentes para as ações que ameaçam a paz no mundo. O grau de cooperação dos governos está muito aquém da cooperação vivida pelo crime organizado”.

O presidente do STF chamou de “crise contemporânea” as infrações amplificadas pela internet. Esse novo modelo, em sua opinião, exige dos países “formas mais estreitas de colaboração”.

Peluso cumprirá um mandato de dois anos. Dos ministros do STF indicados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o primeiro a ocupar a presidência da Suprema Corte. O novo ministro tem 67 anos, nasceu em Bragança Paulista, no interior de São Paulo.

O novo vice-presidente do STF é o ministro Carlos Ayres Britto, que deixou ontem (22) a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Fonte: Agência Brasil (Luciana Lima)

CONVÊNIO PERMITE QUE POLICIAIS MILITARES TRABALHEM NOS DIAS DE FOLGA EM SÃO PAULO; PREFEITURA PAGA AS HORAS EXTRAS.

Um convênio entre a Prefeitura de São Paulo e a Polícia Militar permite que policiais trabalhem em seus dias de folga. Os recursos para o pagamento dos profissionais que decidem trocar o dia livre por algumas horas de trabalho serão pagos pela prefeitura, de acordo com o convênio assinado no fim do ano passado.

Segundo informou a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras por meio de uma nota, com o convênio, “a prefeitura tem o apoio e a competência da Policia Militar para agir e atuar em situações que estão fora da alçada da administração municipal. Além disso, a iniciativa proporciona ações de policiamento preventivo e, se necessário, ostensivo, para a preservação da ordem pública, aumentando a segurança, tanto para os comerciantes, como para os consumidores”.

De acordo com o coronel da Polícia Militar Orlando Taveiros, já existem mais de 800 agentes cadastrados para trabalhar em seus dias de folga. “Estamos colocando nas ruas diariamente desde 2 de dezembro do ano passado entre 180 e 200 homens a mais do que antes”, disse. A operação começou na região da rua 25 de Março, mas atualmente os policiais atuam também no largo 13 de Maio --em Santo Amaro-- e na região do Brás.

Segundo um balanço feito pela Secretaria de Segurança Pública, nos quatro primeiros meses de convênio, os roubos na área da rua 25 de Março diminuíram 64%. Já os furtos apresentaram queda de 18%. O estudo também indica que por dia são recuperados, em média, 400 sacos de mercadorias contrabandeadas. No total, desde dezembro, a PM apreendeu 47.600 CDs, DVDs e programas de computador falsificados.

Somente na região do Brás --área que abrange o largo da Concórdia e as ruas Barão de Ladário e Maria Marcolina--, nos três primeiros meses deste ano foi registrada uma queda de 43,7% no índice de roubos e de 12,5% no de furtos, em relação ao mesmo período de 2009. A Secretaria de Segurança Pública realça a eficácia da iniciativa em ruas como a Rangel Pestana, onde houve uma diminuição de 80% nos roubos e 28% nos furtos. O convênio tem validade de três anos.

Artifício

Para Fernanda Magano, secretária-geral do sindicato dos psicólogos de São Paulo, “esse convênio é um artifício usado por um Estado que remunera mal para dizer que a partir de agora está pagando melhor”. Segundo ela, que trabalha há 17 anos na Secretaria de Administração Penitenciária, “a iniciativa é uma forma de institucionalizar os já tradicionais bicos na área da segurança feitos pelos policiais como uma forma de conseguir um dinheiro extra”.

Fernanda ainda afirma que a ação é completamente contrária ao defendido por profissionais de saúde que trabalham com policiais. “Isso mostra uma precariedade na contratação de mão de obra e a opção do poder público em pagar uma bonificação aos profissionais já contratados ao invés de abrir novas vagas. O resultado disso são profissionais cansados, muitos deles com quadros de síndromes relacionadas ao excesso de trabalho”, enfatizou a psicóloga.

Entre os sintomas, Fernanda ressalta a perda de energia física e psíquica que resulta, principalmente, na falta de concentração, em uma maior probabilidade de cometer erros durante uma ação e no uso da violência, muitas vezes em excesso.

O coronel Orlando Taveiros rebate as criticas afirmando que ainda que ilegal, “é público que muitos policiais exercem atividades de segurança em porta de mercado, em postos de gasolina e até como pedreiro em suas horas livres. Além de perigosa, essas atividades são mais cansativas. Mesmo estando fora de seu horário de trabalho, os policiais têm a sua disposição todo o material necessário para sair às ruas, além de todas as garantias e direitos, caso aconteça alguma coisa”, completou.

Ainda que com algumas ressalvas, José Vicente da Silva Filho, ex-secretário nacional da Segurança Pública no governo de Fernando Henrique Cardoso, faz um balanço positivo da iniciativa, tendo em conta principalmente a diminuição de agentes atuando em atividades informais. Entretanto, ele ressalta que o ideal seria que os agentes ganhassem suficientemente bem para aproveitar seus dias de folga descansando com a família. “Este arranjo não é o ideal, mas já é positivo. Já que muitos realizam em suas horas livres outras atividades para ganhar um dinheiro extra, é melhor que o faça com todo o apoio e proteção do Estado”, analisa.

R$ 12,35 por hora

Na opinião de Vicente Filho, o principal ponto negativo do convênio é o valor pago pela prefeitura a estes profissionais que se disponibilizam a continuar exercendo a função mesmo em seu horário livre. Atualmente, o policial militar ganha R$ 12,35 por cada hora trabalhada. “Os policiais militares de São Paulo são profissionais muito bem qualificados que deveriam ganhar nessas condições pelo menos cinco vezes a mais por cada hora trabalhada”, enfatizou o especialista.

O pouco tempo livre também é apontado pelo ex-secretário como um problema, mas ele enfatiza que a própria jornada de trabalho normal dos policiais militares está longe de ser ideal. “Hoje, o policial cumpre um esquema de 36 horas de folga para cada 12 horas trabalhadas. Pelo desgaste e estresse sofrido, essa jornada é considerada desumana. O ideal seria uma carga de 8 horas, como ocorre na maioria das policias do mundo”, disse.

Levando em conta essa jornada de trabalho, normalmente os policiais teriam direito a 15 dias de folga por mês. De acordo com o coronel Taveiros, desses 15 dias, os agentes poderiam trabalhar no máximo 12, com uma carga horária de oito horas por dia. Com isso, um policial pode chegar a trabalhar 27 dias por mês tendo apenas 3 dias de folga.

Para a psicóloga Fernanda Magano, isso é claramente insuficiente e perigoso para a saúde do profissional. Vicente Filho, que comparte a mesma opinião, acrescenta que o ideal seria que os agentes tivessem, no mínimo, seis dias livres por mês para não comprometer a eficácia de seu trabalho.

Quando questionado sobre a possibilidade do policial militar se desgastar com as horas extras de trabalho, o coronel Taveiros disse que “os profissionais responsáveis por montar o quadro de horários estão bastante atentos para não sobrecarregar o policial”.

O soldado Anésio Tolentino Jr., um dos 800 policiais militares cadastrados para trabalhar nas horas livres, afirma que mesmo sendo inferior ao recebido por um dia de trabalho normal, o que mais lhe chamou a atenção foi o salário, superior ao pago em atividades informais. “Nunca realizei atividades extra-corporação, mas conheço muitos policiais que já trocaram os bicos por horas extras como policial”, disse.

O soldado Tolentino ressalta a importância da iniciativa afirmando que o trabalho é muito mais seguro e menos desgastante que outras atividades informais. “O cadastro é voluntário, então escolhemos quando queremos trabalhar. Além disso, estamos acostumados com o serviço, não tem mistério” justifica.

Ele disse ao UOL Notícias que está utilizando o dinheiro extra para pagar a faculdade. “Acredito que essa iniciativa é vantajosa tanto para o policial que não precisa ficar na informalidade para conseguir um dinheiro extra quanto para o cidadão que fica mais protegido com o aumento do contingente”, completou o universitário do curso de letras.

Fonte: UOL Notícias

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL: POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS TÊM DIREITO A PAGAMENTO DE HORA-EXTRA.

Para subprocurador-geral, indenização é compatível com a Constituição Federal.

O subprocurador-geral da República Antonio Carlos Fonseca encaminhou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) parecer parcialmente favorável ao recurso ordinário em mandado de segurança nº 24207/SC. O mandado de segurança original buscava o desbloqueio da verba devida aos oficiais da policia militar e corpo de bombeiros de Santa Catarina, relativa ao pagamento de horas extraordinárias trabalhadas e não pagas.

O bloqueio das verbas foi originado por decretos do estado de Santa Catarina, que limitam as horas extras a 40 horas mensais. No entanto, os policiais e bombeiros alegam que sempre trabalham mais que as 40 horas permitidas, sendo que o pagamento do excedente é bloqueado em contracheque.

Para o subprocurador-geral, “a indenização do trabalho humano, ainda que realizado pelo policial militar, é compatível com a Constituição. Assim, embora não prevista pela Constituição a remuneração do serviço policial extraordinário, nada impede que o Estado, no âmbito da sua autonomia, estabeleça a devida compensação, através de lei.” Assim, Antonio Fonseca conclui que “deve ser reconhecido o direito dos impetrantes à indenização pelo serviço extraordinário, inclusive em valores superiores ao limite de 40 horas extras semanais, desde que comprovadas, em procedimento regular, as condições do Decreto citado”.

O parecer vai ser analisado pelo ministro Gilson Dipp, relator do processo no STJ.

Fonte: MPF (contribuição do Dr. Márlio Damasceno)

COMISSÃO DISCUTE FALHAS NO SISTEMA DE SEGURANÇA PÚBLICA.

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias discutirá na quarta-feira (28) as falhas do sistema de segurança pública brasileiro em relação aos direitos humanos. A audiência foi proposta pela deputada Iriny Lopes (PT-ES), presidente da comissão. Ela afirmou que o encontro vai permitir um balanço dos debates da Conferência Nacional de Segurança Pública, realizada em agosto de 2009.

"Essa conferência, com a qual contribuímos intensamente, foi fruto de reivindicações surgidas em seminários sobre direitos humanos ao longo dos anos em parceria entre a comissão, a sociedade civil e o governo. O momento agora é de fazer um balanço e avaliar os resultados pós-conferência", declarou a parlamentar.

Foram convidados:

- o presidente da Associação Brasileira de Medicina Legista, Railton Bezerra de Neto;
- o presidente do Conselho Nacional de Justiça, ministro Cezar Peluso;
- o presidente do Conselho Nacional do Ministério Público, Roberto Gurgel;
- o secretário-substituto da Secretaria Nacional de Segurança Pública, Alexandre Augusto Aragon;
- o diretor do Instituto de Criminalística da Polícia Federal, Paulo Roberto Fagundes;
- o chefe da Defensoria Pública Federal, José Romulo Plácido Sales.

A reunião será realizada às 14 horas da quarta-feira (28), no plenário 9.

Fonte: Agência Câmara

MESA DE ENROLAÇÃO DA CUT TOMA CALÇADÃO.

A retomada do diálogo e a valorização do servidor público. De acordo com o sindicalista Cristiano Cabral, vice-presidente da Central Única dos Trabalhadores, não existe outra explicação para a insistência com que a CUT vem cobrando a retomada da Mesa de Negociação Permanente instituída pelo Governo para mediar o debate com o funcionalismo. Depois de solicitar a reabertura dos trabalhos formalmente, em audiência com o Secretário de Administração Jorge Alberto, no último dia 23 de março, a Central realizou um ato público no Calçadão da Rua João Pessoa, ontem pela manhã, quando colocou sua própria mesa na rua. De maneira bem humorada, o cardápio da Mesa de Enrolação da CUT ofereceu uma porção de enroladinhos como Prato do Dia.

Solidariedade a luta

Representantes de diversos sindicatos, a exemplo do Sintese e do Grupo Atitude, além da deputada estadual Ana Lúcia, manifestaram solidariedade à luta encampada pela CUT. De acordo com a parlamentar, as restrições impostas pela Lei Eleitoral não podem ser utilizadas como empecilho para que o Estado converse com os sindicalistas. “A luta dos trabalhadores não está restrita à questão salarial. O governo precisa sentar com os seus representantes para conhecer as demandas dos trabalhadores”.

Próxima rodada da enrolação

O professor Dudu, presidente da CUT, informou que, no caso do Governo não conceder atenção aos trabalhadores, a próxima rodada da Mesa de Enrolação já tem local e cardápio definidos. “Iremos para a porta do Palácio do Governo, com uma porção de enroladinhos, e algumas fatias de pizza”.

Fonte: blog do jornalista Cláudio Nunes

POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS MILITARES DO ESTADO DE SÃO PAULO REALIZAM CARREATA EM PROL DA PEC 300.

Major Fábio e Paes de Lira em defesa da PEC 300

O deputado federal Major Fábio (DEM-PB) participou nesta sexta-feira (23), em São Paulo, da mobilização pela aprovação da PEC 300 promovida por líderes da Polícia e Corpo de Bombeiros Militar.

No início da manhã, centenas de PMS, BMs, Policiais Civis e Agentes Penitenciários saíram às ruas da Capital paulista em uma grande carreata para sensibilizar a sociedade para a urgente necessidade de aprovação da PEC 300.

A carreata terminou na Assembléia Legislativa de São Paulo, além do Major Fábio, o deputado federal Paes de Lira (PTC-SP) e o estadual Major Olímpio, entre outros parlamentares.

A grande expectativa é para a mobilização que será realizada em Brasília, nos dias 27 e 28 de abril. São aguardados cerca de 10 mil Policiais e Bombeiros.

Fonte: site do deputado Major Fábio

SAIBA MAIS SOBRE O CÂNCER DE PRÓSTATA. ENTENDA OS PROCEDIMENTOS QUANDO A DOENÇA É DESCOBERTA.

Quando o urologista detecta um câncer de próstata, o primeiro esforço é saber se o tumor está localizado, avançado ou metastático. Se está situado internamente, recorre-se à cirurgia, à radioterapia externa ou à braquiterapia, que também é uma forma de radioterapia.

Quando o tumor está avançado ou já existem metástases, o médico pode indicar o uso de hormônio e optar por fazer ou não a cirurgia e a radioterapia, dependendo de uma série de fatores.

A primeira opção de tratamento é a cirurgia, feita através de uma incisão no abdome, abaixo do umbigo, pela qual a próstata é removida e com ela o tumor. O doente permanece no hospital por 4 ou 5 dias. A radioterapia externa é realizada através de múltiplas aplicações, uma por dia, de um feixe concentrado de irradiação que incide sobre a próstata.

É um tratamento prolongado, que se estende por seis ou sete semanas, mas um pouco mais simples do que a cirurgia, já que não envolve internação, nem anestesia. E por fim, o terceiro método é a braquiterapia, que consiste na colocação de agulhas na próstata do doente mantido sob leve anestesia, através das quais são inseridas sementes radioativas dentro da glândula.

A cirurgia é a opção de tratamento mais agressiva, pois é uma intervenção complexa. A radioterapia e a braquiterapia são procedimentos mais simples, embora a próstata permaneça no organismo e possa apresentar uma recidiva do tumor, além de manifestações obstrutivas como a hiperplasia benigna.

No caso do tratamento do câncer de próstata neste estado, a cirurgia pode acarretar impotência sexual por lesão dos feixes neurovasculares que passam ao lado da glândula, bem como incontinência urinária nos três primeiros meses. A opção radioterápica não leva à incontinência urinária, mas em alguns casos, pode causar algum déficit sobre a potência sexual.

No câncer de próstata, só é possível falar em cura, depois de 10 anos sem a doença. Quem sobrevive 5 anos, provavelmente está curado, mas é preciso esperar 10 anos para a alta definitiva. Quando o tumor está dentro da próstata, com a cirurgia há cura entre 85% e 90% dos pacientes. Se já saiu da glândula, a eficiência do tratamento cai muito. Com a aplicação de radioterapia e braquiterapia, 70% dos pacientes estão curados, depois de 10 anos. Com o tratamento cirúrgico, a doença pode reaparecer em 10% a 15% dos casos. Quando isto ocorre, o urologista pode lançar mão de medicações antitumorais ou hormonais que controlarão a doença por outro longo período, se ela for diagnosticada a tempo.

Texto de Ricardo Felts de La Roca é urologista e Integrante Titular da Sociedade Brasileira de Urologia, entre outros títulos.
Fonte: Minha Vida

sexta-feira, 23 de abril de 2010

PMs VÃO RECEBER GRATIFICAÇÃO ESTE MÊS.

De acordo com a Associações Unidas a falta de pagamento das gratificações pode implicar em um comprometimento da segurança durante o São João

Capitão Samuel cobra pagamento da gratificação para PM´s Foto: Arquivo Portal Infonet

A segurança pode ficar comprometida durante os festejos juninos. A denúncia foi feita pelo presidente das Associações Unidas da Polícia Militar de Sergipe, capitão Samuel Alves Barreto. De acordo com o capitão, os militares não recebem o pagamento da gratificação por desempenhar serviços em eventos há mais de um mês.

Samuel deixa claro que o atraso na gratificação pode implicar em falta de estimulo por parte dos policiais para continuar desempenhando a segurança em eventos particulares.

“Muitos policiais trabalham fora da sua escala, são chamados para fazer segurança em seu dia de folga”, alerta o capitão.

De acordo com a Secretaria de Estado da Administração os policiais militares vão receber as gratificações a que têm direito na folha de pagamento deste mês de abril. Os valores se referem ao pagamento dos serviços prestados por alguns PM’s em eventos ocorridos este ano como carnaval, Precaju, Projeto Verão, Rasgadinho e eleições de Neópolis.

De acordo com a Superintendência Geral de Recursos Humanos da Secretaria de Estado da Administração (SGRH/SEAD), ninguém da PM procurou a SEAD para saber se o pagamento seria feito, ou não e que, portanto, em momento algum foi dito que as gratificações não seriam pagas.

Fonte: Infonet

CADA TROTE ATENDIDO PELO CORPO DE BOMBEIROS GERA UM PREJUÍZO DE R$ 481,45 AOS COFRES PÚBLICOS.

Um prejuízo de R$ 481,45. Essa é a conta paga pelos cofres públicos toda vez que uma viatura operacional do Corpo de Bombeiros, do tipo auto combate e salvamento (ACS), é acionada e deslocada para atender um chamado via Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) gerado pela prática criminosa do trote. O valor foi levantado com base em estudos feitos pelo Centro de Estatísticas e Análise Criminal do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe.

O levantamento considerou gastos com salário do efetivo militar empregado, combustível e valores de revisões e manutenções dos veículos por ano. “O nosso estudo foi feito em cima de um panorama com guarnições de militares formadas apenas por soldados e levando-se em consideração apenas um tipo de viatura. Foram levados em consideração os salários dos militares, combustível e manutenção da viatura. Somado tudo isso chegamos ao valor de R$ 577.742,00 anual. Dividindo por uma média de 1200 atendimentos feitos pela viatura em foco, chegamos ao valor de R$ 481,45 por saída”, explicou o tenente BM, Silvio Leonardo.

Até o dia 23 de março deste ano, o Ciosp contabilizou 95.558 chamadas direcionadas ao Corpo de Bombeiros. Desse total, 89.499 foram trotes, representando um percentual de 93,66% de chamadas geradas pela brincadeira de mau gosto. Apenas no 1° trimestre deste ano as viaturas do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para atender vinte falsas ocorrências, ou seja, contabilizando um gasto para o Estado de R$ 9.629,03. “O problema é sério e além de acarretar um gasto financeiro pode ceifar vidas, pois uma ligação gerada por um trote pode fazer com que nossas equipes deixem de atender um chamado de urgência, onde vidas podem ser salvas”, lembrou Silvio.

JUÍZES DEVERÃO CUMPRIR ALVARÁ DE SOLTURA EM ATÉ 24 HORAS.

Os juízes responsáveis pela liberdade dos presos provisórios e condenados deverão acompanhar a expedição e o cumprimento do alvará de soltura. Resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), aprovada na 102ª sessão plenária do Conselho, determina que os juízes devem cumprir o alvará de soltura no prazo máximo de 24 horas. A decisão visa inibir o cumprimento de pena em excesso, situação detectada em vários estados pelos mutirões carcerários promovidos pelo Conselho.

De acordo com o diretor do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas (DMF) do CNJ, juiz Erivaldo Ribeiro dos Santos, a aprovação da resolução foi uma decisão histórica do Conselho. "Seu objetivo é evitar o excesso gritante do cumprimento de pena que costumamos encontrar", afirmou. Com a aprovação, o juiz passa a ser responsável pelo acompanhamento da soltura do preso. O texto especifica que dentro de cinco dias, o cartório devolverá o processo ao juiz, que deverá confirmar o cumprimento do alvará.

Caso o alvará não seja cumprido no prazo previsto na resolução, o caso deve ser informado à Corregedoria Geral de Justiça do tribunal para apuração da irregularidade e adoção de providências. Além disso, o caso será encaminhado ao Ministério Público para verificação da responsabilidade criminal. O não cumprimento do prazo também deve ser comunicado ao Departamento de Monitoramento do Sistema Carcerário, quando solicitado.

A resolução afirma que o preso com alvará de soltura expedido será colocado imediatamente em liberdade, exceto se estiver preso em flagrante por outro crime ou houver mandado de prisão expedido contra ele. Pelo texto, os tribunais deverão adaptar sua legislação aos termos da resolução, num prazo de 60 dias.

Fonte: Agência CNJ

PRESSÃO PARA RETOMAR A VOTAÇÃO DA PEC 300.

Deputados que defendem o piso dos PMs e bombeiros pretendem recolher na próxima semana assinaturas exigindo a votação do segundo turno da proposta. Se isso não adiantar, cogitam ir à Justiça

Deputados favoráveis à PEC 300 farão abaixo-assinado para que segundo turno seja colocado em votação na Câmara

A coleta de assinaturas vai começar na próxima semana. A intenção é que mais da metade absoluta da Câmara (número superior a 257 deputados) endosse um documento que solicita a retomada da votação da PEC 300 (que cria o piso salarial provisório a policiais e bombeiros militares de R$ 3,5 mil e R$ 7 mil - para praças e oficiais, respectivamente). A PEC já foi aprovada em primeiro turno na Câmara, mas não é colocada na pauta para que a votação se conclua. Na verdade, o atraso é fruto de uma preocupação do governo federal e de governos estaduais, que temem um imenso rombo orçamentário caso o piso passe a constar da Constituição.

Independentemente das preocupações dos governos, os que defendem o piso rejeitam a tática protelatória e querem a apreciação da PEC. O abaixo-assinado seria, assim, um instrumento de pressão. As assinaturas serão entregues ao presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP). Caso a medida não surta efeito, um mandado de segurança será impetrado no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a votação da PEC 300 seja retomada no plenário.

Conforme explica o deputado Miro Teixeira (PDT-RJ), um dos que encabeçam o movimento pró-PEC 300, o objetivo da medida é garantir o “pleno exercício do mandato parlamentar”. O pedetista explica que “dois ou três líderes” não podem impedir o desejo da maioria da Câmara.

“Tenho certeza de que o presidente vai colocar em pauta”, afirmou Miro ao Congresso em Foco, complementando ser de fundamental importância que a Casa encare definitivamente essa matéria. “Podemos ganhar ou perder”, resume o deputado fluminense.

Em pronunciamento no último dia 20 de abril, Miro afirmou: “Hoje tem um conjunto de governadores contrários à ela [PEC 300]. Agora amanhã, isso poderá ser usado para violar um direito fundamental. Para questionar o direito de propriedade. Para questionar tantas outras coisas que estão a depender do exercício do nosso mandato”.

Fonte: Congresso em Foco (Rodolfo Torres)

FALA SEGURANÇA DESTE SÁBADO, DIA 24, ESTARÁ ENTREVISTANDO O DR. CLEILTON SILVA ROCHA QUE FALARÁ SOBRE CIRURGIA DE REDUÇÃO DE ESTÔMAGO.

O Fala Segurança estará entrevistando neste sábado, dia 10, o Dr. Cleilton Silva Rocha, especialista em sexologia clínica com obesidade mórbida, que falará sobre a cirurgia bariátrica (conhecida como cirurgia de redução de estômago), com a apresentação de Chris Brota.

Certamente será uma entrevista imperdível. Sintonize no próximo sábado dia 10 na Rádio Jornal AM 540, das 9 às 12 h e participe fazendo perguntas ao entrevistado através do telefone 3234-3232.

Saiba um pouco do que seja cirurgia bariátrica:

* Cirurgia Bariátrica é o nome dado às intervenções realizadas no aparelho digestivo para tratamento da obesidade, e tem como objetivo promover a redução do peso. Esta cirurgia não envolve a remoção de tecido adiposo por sucção ou excisão.

* Cirurgia Bariátrica atua através da criação de um ou dois mecanismos. Consiste em promover a restrição alimentar (redução do reservatório gástrico) e ou disabsorção (desvio intestinal).

CORPO DE JOVEM É ENCONTRADO PELOS BOMBEIROS NA PRAIA DE ARUANA.

O Jovem tentava salvar um amigo quando também se afogou (Foto:Atalaia Agora)

Foi encontrado na tarde desta quinta-feira (22) o corpo de Tiago Ramos de Oliveira, 25 anos, que estava desaparecido desde ontem, quando foi vítima de afogamento. O jovem foi encontrado na praia de Aruana, a pouco mais de dois quilômetros do local onde ocorreu o acidente.

De acordo com o tenente Oliveira do Corpo de Bombeiros a visualização só foi possível por causa do uso de um helicóptero. "Após visualizarmos acionamos a equipe que estava em terra. A maré não estava muito forte, o que não dificultou a remoção do corpo", explicou.

Os familiares da vítima estavam no posto do Corpo de Bombeiros na praia de Atalaia companhando as buscas e foram ao local para identificar o corpo.

Afogamento

O jovem Tiago Ramos estava na praia da Aruana e participava de um passeio junto com amigos da Igreja Jesus Cristo dos Últimos Dias, situada no bairro Siqueira Campos.

Segundo informações do tenente do Corpo de Bombeiros, Gideão Oliveira Santos, Tiago tomava banho de mar na praia de Aruana com o amigo Wilton de Souza Xavier, 23 anos, quando uma vala de extensão grande surgiu diante da correnteza do mar, que o puxou para dentro. A vítima tentou nadar, mas foi levada rapidamente da parte do mar rasa para águas mais profundas e morreu afogada.

Já o amigo da vítima, Wilton conseguiu se retirar e logo foi assistido por banhistas. Em seguida, a equipe do Corpo de bombeiros encaminhou o jovem ao hospital após realizar os procedimentos de primeiros-socorros.

Fonte: Atalaia Agora

EM PROTESTO, CUT MONTA MESA DE NEGOCIAÇÃO NO MEIO DA RUA.

A Central Única dos Trabalhadores – CUT- exige a retomada da Mesa de Negociação Permanente instituída pelo governo para mediar o debate com o funcionalismo. Depois de solicitar a reabertura da mesa formalmente, em audiência com o Secretário de Administração Jorge Alberto, a Central realiza um ato na manhã desta sexta, 23, às 8h, no Calçadão da Rua João Pessoa. Na ocasião, a CUT colocará a sua própria mesa na rua e servirá uma porção de enroladinhos como Prato do Dia.

O vice-presidente da CUT, Cristiano Cabral lembra que a Mesa de Negociação Permanente não se reúne há quase um ano, contrariando seus próprios preceitos e o compromisso firmado pelo secretário Jorge Alberto. O professor Rubens Marques, presidente da CUT, explica que os sindicalistas não aceitam mais a demora do Governo do Estado.

Fonte: Cinform

quinta-feira, 22 de abril de 2010

PISO SALARIAL DA SEGURANÇA: POLICIAIS PODEM FAZER OPERAÇÃO PADRÃO.

A Frente Parlamentar em Defesa de Policiais e Bombeiros está articulando para a próxima sexta-feira uma operação padrão nas polícias de todo o país para pedir a aprovação da proposta de emenda constitucional (PEC) que cria um piso salarial para os servidores da Segurança Pública. Nesse dia, os policiais vão, por exemplo, exigir todos equipamentos de proteção individual para ir às ruas.

Na avaliação dos deputados da frente, essa é uma forma de pressionar pela inclusão da PEC na pauta da Câmara dos Deputados. A proposta está parada na Casa e corre risco de ser votada somente depois das eleições.

O protesto divide as associações que defendem os interesses de policiais e bombeiros do Rio. Apesar de ter ido a Brasília várias vezes apoiar a aprovação da PEC, o presidente da Associação dos Ativos e Inativos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros (Assinap), Miguel Cordeiro, se diz contra a iniciativa. Mas o presidente da Associação dos Militares Auxiliares e Especialistas (Amae), Melquisedec Nascimento, tem outra opinião:

- Sou a favor da operação padrão. Os deputados não estão sensíveis à causa. Se o policial não for motivado com salários decentes, não adianta discutir políticas de Segurança Pública.

Policial, você pretende participar da operação padrão? O que acha da iniciativa?

Fonte: Extra online

PELA APROVAÇÃO DA PEC 300, POLICIAS VÃO PARALIZAR AS ATIVIDADES EM MATO GROSSO.

Polícias civis, militares e agentes prisionais vão estar nas ruas de Mato Grosso a partir das seis horas da manhã desta sexta-feira, até às seis da manhã de sábado. Mas a operação não será para tirar a marginalidade das ruas, para combater o tráfico de drogas. Será um movimento de paralisação por melhores salários e que conta com a adesão da categoria em todo o país.

Investigadores, escrivães, policiais militares de soldados a sargentos, bombeiros e agentes prisionais vão paralisar suas atividades por 24 horas em protesto contra a morosidade do Congresso Nacional na aprovação das PEC 300 e 308 que concedem paridade salarial com os militares de Brasília, em torno de R$ 4 mil, em início de carreira.

Segundo Gledson Gonçalves da Silva, presidente do Sindicatos de Polícias Civis e Agentes Prisionais de Mato Grosso, o Congresso Nacional e o presidente Lula tem até 30 de junho para a aprovação das PEC e para a sansão da lei. Se a aprovação não acontecer até esta data, por ser ano eleitoral, a lei só poderá ser definida em 2011. “É uma situação preocupante. Pois já tivemos uma primeira votação a nosso favor e o governo federal demonstra que está empurrando esta questão com a barriga, que não está dando a mínima para a situação de nossa categoria”, justificou o sindicalista.

Gonçalves apelou para um tom de ameaça caso as PEC´s não sejam aprovadas imediatamente. “Políticos que não estão ao lado da PEC são a favor do crime organizado” - disparou como se houvesse a obrigação de dar um super salário para os policias em detrimento aos valores irrisórios pagos aos profissionais de diversas outras áreas, como a da Educação.

Fonte: 24 horas news

POLÍCIA DE LUTO.

A Polícia Militar de Sergipe está de luto pela morte do sargento Genilson de Jesus Menezes, assassinado terça-feira passada por um marginal no bairro Industrial

A Polícia Militar de Sergipe está de luto pela morte do sargento Genilson de Jesus Menezes, assassinado terça-feira passada por um marginal no bairro Industrial, em Aracaju. O bandido ainda conseguiu ferir o cabo Valtênison. É dever da sociedade somar-se à dor da Corporação, pois os dois militares foram alvejados quando tentavam tirar de circulação um entre tantos meliantes que vivem a infernizar os sergipanos de bem, roubando, matando e desviando os nossos jovens para o terrível caminho das drogas. Quem sabe se um dia não veremos no Brasil o que já ocorre em outros países? Segundo escreveu, outro dia, aqui na Infonet o delegado Archimedes Marques, “quando morre um policial na maioria dos países desenvolvidos ocorre um verdadeiro desfile de despedida pelas principais avenidas da cidade em agradecimento aos seus relevantes serviços prestados à sociedade. A população pára tudo o que está fazendo e aplaude, homenageando a passagem do féretro do herói morto”. A coluna se soma ao luto da Polícia e espera que o criminoso seja alcançado pelo braço da Lei para pagar pelo crime cometido.

Fonte: blog do jornalista Adiberto Souza

CORPO DE BOMBEIROS REALIZA BUSCA POR VÍTIMA DE AFOGAMENTO NA ARUANA.

O afogamento aconteceu por volta do meio-dia, na Aruana, e familiares acompanham os trabalhos de resgate

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE) estão realizando buscas no litoral de Aracaju para localizar um jovem que foi vítima de afogamento durante o feriado de ontem, quarta-feira. O afogamento aconteceu por volta do meio-dia, na Aruana, e familiares acompanham os trabalhos de resgate.

Tiago Ramos de Oliveira, 25 anos, estava com o amigo Wilson de Souza Xavier, 23 anos, quando houve o afogamento. Wilson foi retirado do mar por populares e bombeiros que foram chamados fizeram os procedimentos de primeiros-socorros e o conduziram ao hospital. Já Tiago não foi localizado.

“Nós começamos as buscas na tarde de ontem. À noite foram realizadas novas buscas e retomamos os trabalhos hoje pela manhã. Duas equipes estão trabalhando e continuaremos até que o corpo seja localizado”, afirmou o tenente Gideão Oliveira Santos.

Fonte: Infonet

DIA 23 DE ABRIL A COBRA VAI FUMAR EM TODO O BRASIL COM O MOVIMENTO TOLERÂNCIA ZERO EM TODO O BRASIL EM FAVOR DA APROVAÇÃO DA PEC 300.