sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

ALAGOAS: 70% DO EFETIVO NA PM ESTÃO APTOS A SE APOSENTAR.

Matéria publicada em O JORNAL de domingo (30) traz uma informação bombástica que foi revelada pelo presidente da Associação dos Cabos e Soldados (ACS) de Alagoas. O cabo PM José Soares Cordeiro informou para o repórter Gilson Monteiro que 70% do efetivo da Polícia Militar do Estado está apto a se aposentar.

Soares tratou do assunto com base nas discussões nacionais mais recentes sobre a aposentadoria especial com 25 anos de serviço prestado à corporação. Em São Paulo, policiais militares conseguiram o benefício por decisão do Tribunal de Justiça (TJ) e que foi referendada pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O presidente revelou que a entidade já começou a discutir internamente e juridicamente este tema e, inclusive, começou a receber requerimentos de militares interessados em passar para a reserva remunerada “mais cedo”.

“Os militares que ingressaram na corporação de 1986 para cá, está nessa faixa dos que poderiam ser aposentados. A Associação é favorável a essa proposta de antecipação da aposentadoria, pois ela considerada o que já é previsto na Constituição Federal, que é o fato de a atividade policial ser insalubre. Vamos lutar para que vigore aqui também. Estamos preparando um levantamento para constar num ofício que enviaremos ao secretário Dário César, para que esse tema seja pauta de um debate”, argumentou o presidente da ACS/AL.

A reportagem de O JORNAL também ouviu a opinião do novo comandante da PM de Alagoas, coronel Luciano Silva. Ele se mostrou desconfiado com a possibilidade de esta aposentadoria ser aplicada também aqui e em curto prazo, como pleiteiam entidades da classe.

“As associações estão na função delas. Mas essa é uma situação ainda hipotética, que não vejo como decidir a curto prazo. É uma questão complexa, pois mexe com previdência social. O debate é a longo prazo, pois essa questão, nem em São Paulo, onde ouve a decisão da Justiça, ainda não foi aplicado”, disse o comandante. “A tropa realmente está envelhecendo. Mas, no momento, que está em vigor é o que está no estatuto”, acrescentou, taxativamente.

Fonte: O Jornal / ParaibaemQAP

Nenhum comentário: