terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

DEPUTADO CAPITÃO SAMUEL DIZ: "NÓS NÃO SOMOS INGRATOS COMO DIZ O GOVERNADOR MARCELO DÉDA".

Na manhã de ontem (21), as Associações Unidas realizaram um ato pacífico em favor da PEC 300, no município da Barra dos Coqueiros, com bandeiras da PEC e faixas. Policiais militares, civis, bombeiros, amigos e familiares da categoria participaram do ato.

O deputado estadual, Capitão Samuel (PSL), estava presente no ato e atuante, ele fez questão de participar da organização e deixou claro para a imprensa e para todos que passavam no local que o principal objetivo daquele ato era simplesmente de mostrar para a Presidente Dilma que Sergipe está acreditando e lutando por este Projeto de Emenda Constitucional. “O que nós queremos é que todos sejam tratados de forma igual, agente prisional, policial civil, policial militar, bombeiro militar, com uma agenda única salarial, vamos discutir, nós queremos participar das discursões e a nível nacional temos que dá o exemplo sim, esse é um movimento pacífico para mostrar a sociedade que a PEC 300 não morreu. Nós não somos ingratos, como disse o governador Marcelo Déda e reconhecemos os avanços. O deputado, presidente da Câmara dos Deputados, Marcos Maia (PT), em discurso de posse prometeu a todos os deputados que iria colocar a PEC 300 em votação, foi um deputado do PT que acendeu o movimento PEC 300 e o presidente da Câmara e nós estamos aqui fazendo aquilo que é devido, defendendo a classe, defendendo a categoria e defendendo a Segurança Pública que nós é de direito ”, afirmou o deputado.

Os representantes de classe, sargentos Vieira e Edgard estavam no local desde o início da manhã. Segundo Jorge Vieira, gestor da Caixa Beneficente, o movimento não foi contra a presidente foi a favor de milhares de trabalhadores. O deputado Federal Mendonça Prado (DEM), um dos maiores defensores da PEC 300 em Sergipe e no Brasil, compareceu, participou e junto aos profissionais de segurança pública do Estado pediu pela votação do Projeto de Emenda Constitucional que iguala o piso salarial das polícias civil, militar e dos bombeiros militares – profissionais de segurança pública - do Brasil, aos policiais de Brasília.

A assessoria da presidência, Luci Paulino, esteve presente no ato da PEC 300 e se colocou à disposição em ser uma interlocutora entre a a categoria de Sergipe e a presidente Dilma Rousseff. A assessoria presidencial disponibilizou seu contato em Brasília e pediu para que os representantes enviassem e-mails, agendando uma reunião.

O cortejo presidencial passou pelo corredor formado pelas bandeiras da PEC 300 estrategicamente dispostas para chamar a atenção da presidente, que passou pelo ato e seguiu em direção ao XII Fórum dos Governadores no Hotel Dioro.

Fonte: Assessoria Parlamentar (Chris Brota)

Um comentário:

Anônimo disse...

JÁ TÁ FRITANO O GOVERNADO MACELO DEDA, NÃO É SAMUEL,CAMPAMHA ELEITORAL ANTECIPADA É CRIME VIU SAMUEL,(AMORIM EUEUEU.