segunda-feira, 21 de março de 2011

CAPITÃO SAMUEL FALA DA INAUGURAÇÃO DA CLÍNICA DE SAÚDE DA FAMÍLIA EM MALHADOR E DA INCLUSÃO DOS PORTADORES DA SÍNDROME DE DOWN NA SOCIEDADE.

Na tarde de hoje (21), o deputado estadual Capitão Samuel (PSL), ocupou a tribuna no pequeno expediente para parabenizar o Governador Marcelo Déda (PT), pela inauguração da pavimentação de 11 ruas e da Clínica de Saúde da Família, realizada na última sexta-feira (18), em Malhador. “É a cidade onde eu nasci e quero parabenizar o governador por esse benefício para o povo de Malhador, as pessoas durante a festividade em homenagem ao padroeiro comemorada ontem (20) da cidade, elas estavam felizes, parabéns a ele por ter o comprometido com o povo da minha cidade. Espero que a Clínica de Saúde da Família se torne realmente uma realidade na vida do povo daquele município que carece e muito de saúde, foi um grande passo para melhorar a saúde do povo de Malhador”. Afirmou o deputado.

Capitão Samuel parabenizou a UNIDOWN, o movimento que há mais de um ano está lutado pela inclusão social dos portadores da síndrome de down em Sergipe e que agora com o apoio de empresas e do Governo do Estado, conseguiu realizar na manhã de ontem (20), uma caminhada em busca dessa inclusão. O parlamentar justificou a sua ausência na caminhada e mais uma vez aprovou a atitude do governador Marcelo Déda em participar e mostrar o seu filho para a sociedade que também é portador da síndrome e se somar na luta pelo respeito e pela inclusão deles na sociedade. “Infelizmente não pude comparecer a caminhada, por que estava na procissão do padroeiro da minha cidade Malhador. A caminhada que o governador apoiou e participou com o seu filho, mostrou a sociedade que o movimento tem a finalidade de acabar com o preconceito contra a síndrome de down e esclarecer algumas dúvidas da população como por exemplo que a síndrome é uma disfunção genética e não uma deficiência como muitos pensam e que independente de qualquer coisa os portadores merecer o respeito e o direito de participar da sociedade realmente”. Salientou o parlamentar.

Samuel Barreto falou que segundo os números divulgados pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, para cada 800 nascimentos, um é portador da síndrome de down, um número alto segundo o capitão. “As pessoas que têm síndrome de down podem ser iguais a gente, existem pessoas que tem dificuldade em aprender matemática, outros tem facilidade em aprender português, uns têm dificuldades em outras matérias, o que elas precisam é de oportunidade”. Segundo Samuel Barreto a oportunidade na educação é a principal porta da inclusão tão sonhada por familiares, amigos e dos próprios portadores da síndrome de down.

Fonte: Chris Brota (Assessoria Parlamentar)

Nenhum comentário: