terça-feira, 29 de março de 2011

CONSEB COBRA ATENÇÃO PARA POLÍCIA COMUNITÁRIA.

Conseb cobra atenção para Polícia Comunitária

Capitão Samuel: "Má administração dos recursos" (Foto: Alberto Dutra)

Representantes do Conselho de Segurança do Bairro América participaram da Tribuna Livre na Câmara de Vereadores e cobraram mais atenção por parte dos governantes

Representantes da Tribuna Livre da Câmara Municipal de Aracaju foi ocupada nesta segunda-feira, 28, por representantes do Conselho de Segurança do Bairro América (Conseb), Luiz Carlos da Silva e José Airton dos Santos. Os dois cobraram aos governantes mais atenção para Polícia Comunitária implantada no bairro há 15 anos, fazendo com que a criminalidade diminuísse no local.


O diretor de Comunicação do Conseb, José Airton dos Santos, cobrou o retorno do cartão-programa. “Trata-se de uma escala em que a viatura fica em um ponto da comunidade e após 15 minutos, sai para outro ponto, a exemplo de pontos comerciais, escolas, igreja. Todo mundo da comunidade fica conhecendo a viatura, os policiais. Só que não existe mais esse cartão e hoje a única viatura fica solta”, lamenta.



José Airton quer retorno do Cartão-programa (Fotos: Portal Infonet)

Ele lamentou ainda a grande rotatividade dos policiais. “A gente solicita às autoridades que não haja tanta rotatividade entre os policiais. Quando a comunidade fica conhecendo o policial, identifica-o nos locais, e depois mudam. Tem policial que nem conheço”, enfatiza Airton dos Santos, destacando ser necessária a presença de um policial 24h no posto de atendimento.

José Airton relembrou que após a implantação da Polícia Comunitária, o bairro América ficou 550 dias sem nenhum assassinato. “Antes o cenário era de violência, agora é diferente, pois o policiamento é voltado para ações preventivas e não de enfrentamento, a polícia faz um trabalho em conjunto com a sociedade na tentativa de combater a violência e evitar que os jovens adentrem no mundo da criminalidade”, ressalta.


Luis Carlos quer apoio dos vereadores
 

Condições


Para o presidente do Conseb, Luiz Carlos da Silva, os gestores precisam garantir condições de trabalho dignas aos policiais comunitários. “Viemos aqui pedir aos vereadores que se somem à nossa causa, para reivindicar no âmbito municipal, pois já tentamos solicitar uma audiência pública na Assembléia e não conseguimos”, destaca.


O deputado estadual Capitão Samuel (PSL) acompanhou os pronunciamentos dos representantes do Conseb e disse ser importante a união de todos os poderes na tentativa de rever a situação da Polícia Comunitária. “No Nordeste, Sergipe é o melhor em número de policiais, por outro lado é o que pior faz a distribuição. Investimentos públicos foram feitos, porém há má administração dos recursos", entende.

Fonte:  Infonet

Nenhum comentário: