terça-feira, 1 de março de 2011

LIBERDADE DE EXPRESSÃO X A MÍDIA SENSACIONALISTA.

Geralmente vemos nos noticiários da Globo e similares notícias que nos são dadas, e na maioria das vezes aceitamos e absolvemos aquilo com a maior naturalidade. Mas não sabemos a real veracidade dos fatos ou até mesmo o interesse que está atrás da mensagem veiculada.

Noticia boa pra mim é a que da voz as duas partes, ao acusado e ao acusador. Ninguém pode noticiar uma coisa sobre a favela sem antes dar voz ao favelado pra saber se as coisas realmente procedem. Ninguém pode acusar ninguém em horário nobre de alguma coisa sem dar direito de resposta.

Eu quero que as pessoas aprendam a contestar as coisas. Não se pode aceitar tudo que lhe é proposto assim facilmente, sem antes raciocinar se aquilo lhe parece correto ou se soa como verdadeiro. Chega de estimular a burrice do ser - humano na TV e nos jornais, está na hora de começarmos a estimular a inteligência do nosso povo, que a anos está passando por um processo de atrofiamento, está na hora de começar a parar pra pensar um pouco, pois ninguém é burro, só que alguns se deixam alienar e outros não. Na maioria das vezes as pessoas confundem inteligência com cultura, só que essas duas coisas são bem diferentes.

Nunca se esqueça que num mundo capitalista muitas coisas tem fundo comercial, nem sempre a notícia é dada realmente pra informar, e sim pra gerar lucros, ou você nunca reparou que existem notícias que são veiculadas a todo momento e de repente somem como num passe de mágica e muita gente esquece? Você nunca reparou que a tragédia e o sensacionalismo geram capital? O povo brasileiro tem a mentalidade de que um tele jornal ou um jornal só é bom com desgraça. Eu aposto que se um dia tiver um jornal só com notícias boas pouca gente vai gostar de ver. Sabe o que é isso? É a cultura da mídia comercial sensacionalista que está na mente das pessoas. E pra um país ir pra frente de fato é necessário um combate incisivo na cultura do povo tupiniquim.

Se quiser assistir ao jornal nacional, ao jornal da globo, ou a qualquer outro fique à vontade, mas nunca se esqueça que a mídia tem sempre duas faces: a que convém a ela mostrar, e a que não interessa a ela mostrar.

"Não concordo com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até a morte o vosso direito de dizê-la." (Voltaire)

Fonte: Blog da Renata

Nenhum comentário: