domingo, 17 de abril de 2011

FALTA DE POLICIAMENTO AMEDRONTA OS COMERCIANTES E CLIENTES NO MERCADÃO.

Insegurança, falta de policiamento e sujeira. Esse é o retrato do mercado municipal Albano Franco, em Aracaju.

Na manhã deste domingo (17), a reportagem do FAXAJU, após receber várias denuncias de comerciantes e clientes do Mercado Albano Franco, quanto a falta de segurança e abandono por parte dos poderes públicos, esteve no local e comprovou as denuncias.

Sem ser identificado, o repórter percorreu todo o interior do mercado e logo na entrada, foi abordado por um “carregador” que se ofereceu para carregar as compras. Ao receber a resposta negativa do “comprador”, irritado ele proferiu algumas palavras ásperas e em tom de ameaça, se retirou esboçando um “sorriso”.

Como o “cliente” estava em uma das bancas, a comerciante ao presenciar a cena, também com um sorriso no rosto, alertou. “Cuidado meu amigo, aqui ou você faz o que eles querem ou você corre o risco de apanhar”, disse a comerciante. Ela ao notar que se tratava de uma reportagem, acabou desabafando: “Olha, aqui não temos segurança, e estamos jogados á mercê da sorte. O senhor levou sorte em não apanhar. Ontem mesmo (sábado), chegou em minha banca um desses indivíduos querendo dinheiro e quando eu disse que não tinha, eu só não apanhei porque tinha pessoas perto”, reclamou a comerciante que pediu para não ser identificada, afirmando que quando algum comerciante denuncia esses desmandos, acaba sofrendo represálias.

Um outro comerciante fez, ainda uma denuncia mais grave. Ele contou que todas as bancas já foram roubadas ou assaltadas e que nunca houve prisao dos responsaveis. Ele afirma que em todos os casos, a situação foi denunciada, porem ninguem nunca soube do resultado das investigações. “E o pior de tudo isso, é que todo mundo sabe disso e ninguém faz nada. Quem não sabe quantos assaltos são praticados diariamente aqui?, todos sabem mas ninguém faz nada, estamos jogados às traças. Espero que no ano que vem que tem eleição, alguém faça alguma coisa”, desabafou ele.

Outra situação comprovada pela reportagem, é a sujeira que há em todo o mercado, principalmente no setor onde se comercializa carne e peixe. No setor de frutas a sujeira não aparece tanto, mas também está visível.
Já na parte de fora do mercado, onde há as barracas de alimentação, a situação não é diferente. Antes mesmo de você se sentar, você já recebe a “visita e cumprimento” de algum viciado que lhe pede dinheiro. Normalmente eles chegam com muita humildade, porem ao receber a resposta negativa, o tratamento já não é o mesmo e eles acabam constrangendo os consumidores.

A reportagem perguntou ao proprietários desses estabelecimentos, a quanto tempo essa situação persistia e a surpresa veio na resposta. “Desde que comecei aqui, e isso já faz uma meia dúzia de anos, que a situação é a mesma. São bêbados, drogados e mendigos, alem de nossos clientes. A única coisa que você não vê aqui é policia. Riu a comerciante”, e afirmou, agora você vá lá e diga isso a alguém repórter e você vai ver se amanha mesmo eles não me tiram daqui, disse ela sem saber que se tratava de uma reportagem.

Nesta semana, o site da Prefeitura Municipal de Aracaju, publicou uma matéria afirmando que o policiamento havia voltado a fazer ronda no mercado, porem neste domingo, num período de aproximadamente 3 horas, não foi visto no local nenhuma viatura e nem policias, muitos menos guardas municipais.

Fonte: Faxaju (Munir Darrage)

2 comentários:

Anônimo disse...

O problema companheiros é que enquanto foi colocado apenas dois PMS do P.O. para fazer a segurança de todo o mercado o sub-cmt da 1cia do 8bpm o tenente verme ou wenner colocou uma dupla a desposição da segurança particular pública da loja da sua querida esposa que fica na av. gonçalo prado entre as ruas de propria e maruim é por esses motivos que faltam policiais para a sociedade,enquanto tivermos oficiais desta natureza fica dificil fazer alguma coisa,por enquanto vamos continuar do jeito que estamos brincando de fazer policia e o povo que se foda.

Anônimo disse...

Enquanto a sociedade ficar só nessa choradeira nessa lenga-lenga e não tiver a coragem de ir as ruas para exigir do governador que retirem todos os policiais militares e civis desviados de função para servir a sociedade e cumprir suas funções constitucionais, vamos continuar assim como estar só chorando e lamentando pelos cantos as mortes de enti-queridos, acordem sociedade sergipana aprenda a exigir seus direitos vao a luta e parem de só ficar reclamando, e ficar esperando que os outros que não estar nem ai para vcs que resolvam os problemas, o senhor governador e seus familiares só andam bem protegido cheio de policiais vcs acham que ele vai se preocupar com vcs.