sábado, 16 de abril de 2011

“PAREM COM ESSE MOVIMENTO PORQUE A POLICIA MATA SEUS HERÓIS” AVISOU CORONEL.

O gestor da Associação Beneficente dos Servidores Militares do estado de Sergipe (ABSMSE), sargento Edgard Menezes, em várias entrevistas concedidas à imprensa, tem afirmado que ele e o ex-gestor, sargento Jorge Viera, estão sendo perseguidos, o que acabou provocando a renuncia de Vieira como gestor da Caixa.

Em artigo escrito recentemente, Edgard diz que de “heróis” foram transformados em “bandidos”. O militar conta que chegou a ser indagado pela sua mulher, “se valeria a pena continuar na luta”. Exatamente às 17h48min, deitados em nossa cama minha esposa olhou para mim e perguntou:filho,você acha que vale a pena você e Vieira passarem por todo esse constrangimento? Pois no intervalo de uma semana a polícia transformou vocês de heróis em bandidos”, perguntou a mulher.

Constrangido com a pergunta feita pela esposa, Edgard disse que havia se lembrado de uma frase dita por um coronel da PM que teria dito a ele: “Vocês parem com esse movimento porque a policia mata seus heróis”, conta Edgard e vai mais longe, ao afirmar que o “sistema a polícia que tenta nos transformar em bandidos é o sistema, que a todo momento quer barrar o levante dos praças da PM, e com o poder que tem é fácil para sistema cooptar os fracos de caráter”, desabafa.

Edgard Menezes atribui o que ele chama de “síndrome de 2012”, a uma tentativa de desestabilizar o seu trabalho que vinha sendo feito ao lado de Viera, à frente da Caixa. “Filha, aguente firme porque daqui até meados de 2012, eu e Vieira seremos os alvos preferidos do sistema,mas respondendo a sua pergunta,eu digo sim,vale a pena porque a polícia não é a tropa,essa ainda confia em nós,agora quando você me vir aceitar algum tipo de gratificação nessa polícia que não seja devida a qualquer pm,você tenha certeza é porque eu joguei a toalha, abraços”, avisa Edgard.

Veja na integra o artigo escrito pelo militar:

HERÓIS OU BANDIDOS?

Exatamente às 17h48min, deitados em nossa cama minha esposa olhou para mim e perguntou:filho,vc acha que vale a pena vc e Vieira passarem por todo esse constrangimento?Pois no intervalo de uma semana a polícia transformou vcs de heróis em bandidos. Então veio à minha cabeça a lembrança do ano de 2009, quando em uma das reuniões para tratarmos do nosso reajuste salarial recebemos um conselho do cel Carlos Augusto,disse ele,VOCÊS PAREM COM ESSE MOVIMENTO PORQUE A POLÍCIA MATA SEUS HERÓISe é como nós nos sentimos hoje,não mortos, mas bastante feridos,mas eu expliquei a ela que a polícia não é a tropa,essa ainda confia em nós,a polícia que tenta nos transformar em bandidos é o sistema, que a todo momento quer barrar o levante dos praças da PM, e com o poder que tem é fácil para sistema cooptar os fracos de caráter e também os que tem muito caráter e pouca personalidade,portanto filha, aguente firme porque daqui até meados de 2012, eu e Vieira seremos os alvos preferidos do sistema,mas respondendo a sua pergunta,eu digo sim,vale a pena porque a polícia não é a tropa,essa ainda confia em nós,agora quando vc me vir aceitar algum tipo de gratificação nessa polícia que não seja devida a qualquer pm,vc tenha certeza é porque eu joguei a toalha,abraços.

Sgt. Edgard

Fonte: Faxaju (Munir Darrage)

4 comentários:

Anônimo disse...

a eleição nem começou vcs já estão na frente.
se eu não fosse candidato votaria nos dois sgt Edgar vereador por Aracaju,sgt Vieira PREFEITO de Aracaju e indique outro para ser presidente.
vcs enganam quem não conhece suas historias

Anônimo disse...

Vc ñ tem vergonha ñ, lave sua boca antes de falar dos dois sargentos seu mentiroso eu voto em qualquer um dos dois porque não foram covarde na luta veja seu contra cheque se vc for militar.

Anônimo disse...

deixa de demagogia, as contas da caixa é que diz.
O carro que foi comprado no nome da mulher de toledo e quem paga é a caixa, o terreno que voces venderam kd os 400.000,00, aonde foi parar, os arcondicionados.

Anônimo disse...

ATENÇÃO COMPAMHEIROS KD OS METROS DE JESOS DA CAIXA, AONDE FOI PARAR.