quinta-feira, 21 de abril de 2011

PMs DIZEM QUE É LEVIANA INFORMAÇÃO SEJUC.

A Secretaria de Justiça e de Defesa ao Consumidor (Sejuc), através do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), informou através de nota, que a partir desta quarta-feira, 20, todas as guaritas das unidades prisionais de Sergipe estarão funcionando com agentes penitenciários. Segundo nota da Sejuc, as guaritas estavam paradas porque a Polícia Militar abandonou esses postos de serviço, que são de sua responsabilidade.

Ao tomarem conhecimento da nota, os representantes da classe militar, sargentos Edgard Menezes e Jorge Vieira da Cruz, disseram que a nota divulgada é no “mínimo leviana”.

Os sargentos afirmam que o papel da policia militar é estar nas ruas dando proteção ao cidadão e não em cima de muros de presídios e nas delegacias. “Não é papel da PM estar em cima dos muros dos presídios e nas delegacias. A PM deve estar no presídio em caso de rebelião”, explicou Vieira.

Para o sargento Edgard Menezes, “estão tentando nos responsabilizar de um equivoco cometido pela Sejuc ao longo dos anos que não procurou realizar concurso publico para aumentar o efetivo dos guardas prisionais. Não é correto atribuir responsabilidade a outra classe por um equivoco seu”, afirma Edgard.

Os PMs dizem que foi uma decisão acertada do Comando Geral, ao retirar os policiais do presídio, colocando-os nas ruas para fazer um policiamento ostensivo. “Foi uma decisão acertadissima tomada pelo comandante geral. Agora esperamos que também seja retirados os PMs que estão desviados de função, fazendo segurança para políticos”, disse Vieira.

Jorge Vieira disse esperar que a Sejuc corrija o erro para não imputar responsabilidade à policia militar e mantenha os agentes prisionais fazendo a proteção dos muros. Vieira explica que nos presídios federais, não é policia federal que faz a segurança e sim os agentes prisionais federais. “Não sei porque aqui querem que nós façamos a segurança de algo que não é nossa responsabilidade. A constituição determina que nós devemos estar nas ruas dando proteção ao cidadão, e não cuidando muro de presídios, já que é isso que determina o artigo 144, parágrafo 5º da constituição federal”, defendeu Vieira.

Veja o que diz a nota da SEJUC:

A Secretaria de Justiça e de Defesa ao Consumidor (Sejuc), através do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), informa que a partir da quarta-feira, 20, todas as guaritas das unidades prisionais de Sergipe estarão funcionando com agentes penitenciários. As guaritas estavam paradas porque a Polícia Militar abandonou esses postos de serviço, que são de sua responsabilidade.

O diretor do Desipe, Manuel Lúcio Neto, explica que os agentes decidiram por livre espontânea vontade realizar esse trabalho nos seus dias de folga. Lúcio ressalta que esse era um compromisso da PM, não cumprido.

O secretário de Justiça, Benedito de Figueiredo, manteve contato com os diretores de presídios e foi tomada a posição para solucionar o problema. O diretor do Desipe fez questão de reforçar que os agentes decidiram ocupar os postos por livre escolha.

Fonte: Faxaju (Munir Darrage)

6 comentários:

Cb Saint-Clair disse...

Quero aqui parabenizar o comandante geral da PMSE o CEL. RESENDE por essa decisão mais do que acertada espero que essa seja o inicio das mudanças que também retire todos os PMS das delegacias e que os seus verdadeiros donos constitucionais tomem conta que são os PCSE,que não fiquemos calados quando qualquer outra instituição venha falar ou nos responsabilizar por qualquer coisa que não seja da nossa atividade constitucional,não aguentamos mais ser tratados como o palhaço ou como barnabé da segurança pública.Tenho certeza absoluta que se não desviassem nossos policiais com certeza dariamos conta tranquilamente do nosso serviço que é a prevenção ao crime e quem sairia ganhando seria todos governo,policiais militares e principalmente a sociedade

Anônimo disse...

Rondônia: Representante da ASSFAPOM afirma que paralisação não acabou.


No terceiro dia de greve dos policiais militares do Estado de Rondônia um novo embate surgiu nas negociações entre o Governo do Estado e a ASSFAPOM (Associação dos Familiares dos Praças da Polícia Militar do Estado de Rondônia), ou seja, parte das reivindicações foram aceitas pelo governador Confúcio Moura, porém, em nota o Governo do Estado comunicou que iria usar as medidas judiciais cabíveis.

De acordo com o representante da ASSFAPOM, Botelho, informou na manhã desta quarta-feira (20) que uma lista com 35 nomes de PMs feita pelo Governo seria na realidade mandados de prisão. Por este motivo que a greve ainda continua. Segundo Botelho, municípios como: Jaru e Vilhena (RO) aderiram à greve.

Botelho ressaltou em entrevista ao Jornal eletrônico Rondoniaovivo.com que demais associações não estão participando do movimento.

Fonte: Rondoniaaovivo.com

Anônimo disse...

Gostaria de dizer ao Vieira que nem em rebelião a PM deve entrar no presídio, esse também é um serviço dos guardas prisionais.
Acho que Vieira ainda não está totalmente atualizado, mas não tem problema eu entendo é porque ele é militar antigão, ainda guarda um pouco da ditadura no coração!

Anônimo disse...

vieira sempre se apareça
vou votar em vc,agora me diga deixou ou não a ABSMSE
vc é candidato a que mesmo
admiro esse cb Saint-clair
+ou-deve está sofrendo amor de traição
diga a ele qual é seu interesse pra não continuar se enganando com vc.

Cb Saint-Clair disse...

Companheiro das 22:30 já disse aqui varias vezes que não defendo Vieira ou qualquer um que seja até porque ele não precisa da minha humilde defesa o que eu sempre digo e repito é que defendo as ideias e as pessoas sejam elas quem for e que lutam pelo bem da nossa instituição e de seus integrantes,não quero saber quais são as verdadeiros interresses do nobre SGT VIEIRA mais o admiro independentemente de qualquer coisa,mais uma vez lhe digo eu não estou do lado de ninguem pessoalmente e sim a favor da minha instituição e de todos aqueles que querem o bem para a PMSE,agora peço ao nobre companheiro anônimo que não se esconda atrás do anônimato que revele o seu nome para eu saber com quem estou falando.

Sargento Ramaz disse...

Sinceramente é interessante ler que os guardas prisionais assumem as guaritas dos presídios de Sergipe por livre vontade !

Como se cumprir suas obrigações fosse um favor, algo facultativo.

É como se a PM achasse coisa de outro mundo em realizar policiamento ostensivo ou um professor de ensinar em sala de aula.

Deve ser a força do hábito, diga-se mau costume de ver PMs serem obrigados de forma ilegal e opressiva a realizar tarefas destes nobres, mas acomodados servidores do sistema prisional.

Assumam suas guaritas e nos deixem em paz!