domingo, 17 de abril de 2011

SANTA MARIA, TAXI LOTAÇÃO E ASSASSINATOS.

“Bati”, cobrei, e cobro que a policia desvende um assassinato ocorrido no dia 22 de janeiro de 2010, quando assassinaram o cidadão Genivaldo de Jesus, na cidade de Aquidabã. Até agora nada. A policia fez coisa praticamente impossível, “encerrou a era Floro Calheiros”, porem o caso do “preto, pobre e analfabeto, Pinto, como era conhecido”, isso não aconteceu.

Outro assassinato que deve ter sido cometido por pessoas do “alem” foi o caso de Marcos Menezes, o Marquinhos de Chiouiu, em Lagarto, já que diariamente as pessoas cobram uma solução. Genivaldo era negro, pobre e analfabeto. Marquinhos talvez estivesse incomodando pessoas. O pior de toda essa situação, é que a Secretaria de Segurança Publica nunca tem resposta para esses casos. “Estamos investigando e nenhum caso ficará impune”, dizem membros da SSP. Pode ser que sim pode ser que não, o mais certo é talvez, ou a SSP pode explicar, porque tanta demora em resolver esses dois assassinato. Um era PP e o outro pelo jeito incomodava muita gente?

Os familiares de Marquinhos de Chiuiu e de Genivaldo de Jesus, esperam por “piedade” e “favor” por parte da SSP, em ao menos divulgar um boletim de como anda esses casos, a exemplo do que tem feito diariamente sobre a saúde do empresário e filho do empresário Floro Calheiros, o Fábio Calheiros. Será que o assassinato de Genivaldo e de Marquinhos, foi praticado por ETs, e a SSP não tem como desvendar? Tem sim bom profissionais, falta interesse, já que ambos não tinham nomes “pomposos”, e tinham um pecado ainda maior, eram pobres.

Coisas de Sergipe – Alem dessas e de outras dezenas de situações que nunca ninguém sabe dizer nada, a exemplo do que foi feito com as denuncias de excessos cometidos por policiais (civis e militares), que se tornou escândalo e tudo que se sabe é que “Foi aberto um procedimento administrativo e ninguém, nem deus sabe no que virou”.

Na manha deste domingo (17), ao fazer uma reportagem no mercado Albano Franco, na cidade da qualidade de Vida (Aracaju), alem de constatar o descaso do poder publico, da segurança publica, descobrimos que em Aracaju, a cidade da qualidade de vida, “é proibido ter um transporte de qualidade”. Ou não?.

Como se não bastasse a “cidade da qualidade vida” não dar segurança, ainda impede que pessoas que freqüentam o mercado Albano Franco, possam se deslocar para suas casas, em um táxi lotação. Motoristas de táxis lotação do bairro Santa Maria, contam que são perseguidos por guardas da SMTT, e isso por conta de que, segundo o órgão, o transporte coletivo, atende a contento a população. Na manha de hoje, após esperar por cerca de 1 hora, algum ônibus que pudesse me “fazer o favor de me levar até o terminal Atalaia”, resolvi aceitar o convite de um desses “clandestinos”, que pelo mesmo preço dos coletivos da “cidade da qualidade de vida” me deixou em frente minha casa.

Ai, ao chegar em casa, questionei o motorista, o que impedia eles de trabalharem e fiquei surpreso ao receber a resposta. “Eu não sei. A única coisa que sei é que diariamente somos perseguidos pelos agentes da SMTT, e olha que sou lá do bairro Santa Maria. Lá meu amigo, não tem ônibus, não tem táxi, não tem nada. Então me diga como aquele povo pode ir trabalhar, alem do mais nós também estamos trabalhando”, disse o motorista. Outra situação contada pelo motorista que atende o bairro santa Maria, é que 30% dos moradores que foram transferidos para o 17 de março já venderam suas residências e já retornaram para as margens do canal. “Hoje mais de 30% das pessoas que saíram dali e receberam casas no 17 de março já venderam. Eu vou te contar uma que você vai rir, teve famílias dessas que venderam as casas no projeto, ou seja, quem foi receber foi os compradores, enquanto isso, nossas ruas, estão intransitáveis, alem do mais temos a famigerada SMTT tentando proibir homens de bem e que estão trabalhando para ganhar o seu pão e resolver problemas desse povo”, contou ele.

O mesmo espaço usado por esse jornalista pode ser usado pela SMTT, prefeitura de Aracaju e principalmente pela competente, porem demorada, SSP. Gostaria de ser surpreendido nesta segunda com uma resposta. Sintam-se a vontade.

Fonte: Faxaju (Munir Darrage)

Um comentário:

eterno aluno de cabo disse...

Chega de blá blá blá, quando é que vou ssentir a diferença de que temos um deputado? Todo mundo chega pra mim e diz: "agora vc tá bem, tem um deputado!!!" Não sai promoção, não vem a carga horária e nem a tal LOB sai do papel, já estou cansado dessa inercia militar!!!!!!